'Precisamos de homens de verdade, não de figurinhas da Panini', diz De Rossi

Declaração do volante da Itália após derrota que decretou a eliminação na Copa tem como alvo o atacante Balotelli

Por O Dia

Itália - Lesionado na panturrilha, o volante Daniele De Rossi não entrou em campo na derrota para o Uruguai nesta terça-feira que decretou a eliminação da Itália da Copa do Mundo. Mas isso não o impediu de demonstrar toda a insatisfação que sentiu com a queda preococe da equipe na competição. Um alvo no meio de toda essa revolta ficou claro: o atacante Mario Balotelli.

Ao analisar as questões pelas quais a Itália se despediu da Copa do Mundo na primeira fase pela segunda vez consecutiva, De Rossi começou dizendo que o calor e o árbitro foram fatores que atrapalharam na partida contra o Uruguai. Mas admitiu que ele e seus companheiros não deveriam se apegar a essas coisas. A bronca veio logo em seguida.

De Rossi fez crítica para BalotelliEfe

"Temos de esquecer tudo isso rapidamente. Na verdade, eu retiro tudo o que disse. Devemos lembrar de tudo o que deu errado e começar de novo com homens de verdade. Precisamos de homens de verdade, não de figurinhas da Panini ou de personagens. Esses aí não têm utilidade alguma para a seleção nacional", declarou De Rossi.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

A referência a Balotelli é evidente. Após a vitória sobre a Inglaterra na estreia, o atacante postou uma foto na qual completou a página da Itália no álbum de figurinhas da Copa do Mundo, comercializado pela Panini, apenas com cromos dele.

Vale lembrar que Balotelli foi substituído do jogo contra o Uruguai ainda no intervalo. Após a partida, o atacante foi o único atleta do grupo a não aguardar nos vestiários pelo técnico Cesare Prandelli, que anunciou o pedido de demissão na entrevista coletiva. Ao invés disso, foi sozinho para o ônibus da seleção.

Últimas de _legado_Copa do Mundo