CBF consegue derrubar liminar que devolvia pontos ao Flamengo

Brasileirão de 2013 ainda está longe de terminar

Por O Dia

São Paulo - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) conseguiu derrubar a liminar que devolvia os pontos do Flamengo, punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pela escalação irregular do lateral-esquerdo André Santos na última rodada do Brasileiro, contra o Cruzeiro. A liminar fora concedida pela 42ª vara cível de São Paulo, pelo juiz Marcello do Amaral Perino, depois de uma ação movida pelo advogado Luiz Paulo Pieruccetti Marques.

André Santos atuou irregularmente contra o Cruzeiro, na última rodada do BrasileiroMárcio Mercante / Agência O Dia

Neste contexto, o Flamengo volta a perder quatro pontos no Brasileiro. Porém, com uma "guerra de liminares", o Brasileirão ainda está indefinido. Um torcedor da Portuguesa conseguiu uma liminar semelhante à do clube carioca, que obrigava a devolução dos pontos. Na Justiça do Rio, o advogado Alexandre Corrêa Geoffroy obteve liminar que obriga a CBF a cumprir a pena imposta pelo STJD, ou seja, rebaixar a Lusa.

Agora, a CBF tenta derrubar outra liminar, esta a favor da Portuguesa, concedida no mesmo dia. A Lusa foi outro clube punido pelo STJD (pela escalação irregular do meia Héverton na última rodada do Brasileiro). O Brasileirão, porém, ainda está longe de ter uma definição.

Relembre os casos

Flamengo e Portuguesa foram denunciados e julgados pela escalação de André Santos e Héverton, respectivamente, na última rodada do Brasileiro. Em primeira instância, o STJD puniu os dois clubes com a perda de quatro pontos (três pela irregularidade e um pelo resultado dos jogos - o Fla empatou com o Cruzeiro e a Lusa também empatou com o Grêmio). Os clubes recorreram da decisão e levaram o caso para o Pleno do órgão. A decisão novamente foi desfavorável. A punição foi mantida, o que confirmou o rebaixamento do clube paulista e a salvação do Fluminense.

No caso da Lusa, Héverton deveria cumprir dois jogos de suspensão. Porém, cumpriu apenas um e foi relacionado para a última partida. Ele atuou por 17 minutos contra o Grêmio. A Lusa se defendeu com o argumento de que o duelo não influenciava o rumo do Brasileiro e que o BID da suspensão (site que monitora a situação dos atletas) mostrava que o meia estava liberado para jogar. A defesa não teve sucesso.

No episódio de André Santos, o lateral-esquerdo foi expulso na final da Copa do Brasil e deveria cumprir a suspensão na competição subsequente, o Brasileiro, mas entrou em campo contra o Cruzeiro. O Flamengo apostou na tese de conflito de resoluções nos códigos desportivos e até instruções da Fifa, mas não conseguiu convencer o STJD e foi punido.