Em jogo movimentado, Flamengo vacila e sofre derrota para o Palmeiras

Rubro-Negro saiu atrás do placar, conseguiu a virada, mas a zaga bobeou e deixou os paulistas dominarem o segundo tempo do confronto deste domingo, em São Paulo

Por O Dia

Rio - O Flamengo madrugou neste domingo e o horário da partida pareceu pesar no resultado, já que o Rubro-Negro bobeou e pareceu dormir no segundo tempo. Na Arena Allianz, casa do adversário, os cariocas, que chegaram a ficar atrás do placar, conseguiram a virada, mas de nada adiantou. O Alviverde contava com o apoio da sua torcida e conquistou uma vitória por 4 a 2 no confronto, ao som de "olé". Ederson marcou duas vezes para o Fla. Samir fez contra. E Alecsandro, Dudu, Jackson, completaram o triunfo dos paulistas. 

Com 23 pontos, o Flamengo caiu para 13º colocação na tabela do Campeonato Brasileiro. Já o Palmeiras, com 30, ocupa momentaneamente a 4º colocação. No próximo domingo, o Rubro-Negro recebe o São Paulo, às 16h, no Maracanã. E o Palmeiras encara o AtléticO-MG, às 18h30, na Arena Independência.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Flamengo vacila e sofre derrota por 4 a 2 para o Palmeiras%2C em São PauloDivulgação

O jogo

A fim de embalar no Campeonato Brasileiro, o Flamengo foi em busca de um resultado positivo em São Paulo. Porém, não encontrou vida fácil logo de cara. Logo aos cinco minutos, em cobrança de escanteio, Jakcson ficou livre e nada pôdeser feito pela zaga rubro-negra, que assistiu o primeiro gol do confronto.

Apesar da pressão pauslista nos primeiros minutos, o Fla mostrou que não estava dormindo na partida e passou a finalizar com perigo, fazendo Prass suar a camisa.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Brasileiro

Após susto do Pará, que mandou uma bomba a gol, foi a vez de Paolo Guerrero: Alan Patrick bateu escanteio, o peruano cabeceou e Prass tirou à queima roupa, evitando o empate.

Na volta do intervalo, o Flamengo entrou em campo dispoto a virar. E demorou apenas cinco minutos para que o Rubro-negro iniciasse a reação. Recém-contratado, Ederson recebeu de Sheik e mandou uma tijolada para o gol. Fernando Prass até tocou na bola, mas, desta vez, não teve milagre para salvar.

O Palmeiras, que iniciou bem a partida jogando com o apoio da sua torcida, deixou os torcedores de cabelo em pé no segundo tempo. Perdido em campo, teve tempo para bola no travessão dos cariocas. E o Alviverde bobeou mais uma vez e, seis minutos após o empate, deixou Ederson sozinho novamente e tomou a virada. 2 a 1.

Mas, como nem tudo são flores, o Flamengo acabou bobeando e, no bate e rebate na área, a bola acabou traindo o zagueiro Samir, que marcou contra. Tudo igual em São Paulo.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

E o Rubro-Negro que pareceu sentir o gol relâmpago e mudou completamente a postura em campo. Já o Palmeiras, precisou ficar atrás do placar para acordar. Até que, aos 20 minutos, em outro erro da zaga carioca, Dudu marcou e deixou os paulistas na frente novamente.

Cinco minutos depois, aconteceu o que o Fla menos esperava: outro gol. Desta vez, de um velho conhecido. O atacante Alecsandro aproveitou o desespero da defesa rubro-negra e fez o quarto do Palmeiras no duelo.

Ao som de "olé" na Arena Allianz, o Flamengo nada mais pôde fazer no duelo. Já os donos da casa adminstraram com calma o resultado e dão um salto na tabela do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 4X2 FLAMENGO

Estádio: Arena do Palmeiras
Árbitro: Igor Junio Benevenuto
Gols: Jackson (Palmeiras, aos 5' do 1ºT); Ederson (Flamengo, aos 5' do 2ºT); Ederson (Flamengo, aos 11' do 2ºT); Samir (contra, Flamengo, aos 12' do 2ºT); Dudu (Palmeiras, aos 20' do 2ºT); Alecsandro (Palmeiras, aos 25' do 2ºT)
Cartão amarelo: Jorge e Jonas (Flamengo); Lucas e Lucas Taylor (Palmeiras)
Cartão vermelho:-

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Victor Hugo, Jakcson e Zé Roberto; Arouca, Andrei Girotto e Robinho; Dudu, Rafael Marques e Alecsandro (Klevin, aos 36' do 2ºT); Técnico: Marcelo Oliveira;

FLAMENGO: César; Pará, César Martins, Samir (Marcelo, aos 30' do 2ºT) e Jorge; Jonas, Márcio Araújo, Alan Patrick e Everton; Emerson Sheik e Paolo Guerrero; Técnico: Cristóvão Borges;