Em sequência no Maraca, Fluminense espera apoio da torcida para evitar prejuízo

Força da arquibancada vai ajudar o Tricolor e os cofres do clube

Por O Dia

Rio - O Fluminense terá uma sequência de três jogos no Maracanã, o que pode ser considerado positivo no âmbito técnico, mas também é interpretado como um problema financeiro. Sem dinheiro, o Tricolor tem acumulado prejuízos em 2017. E o estádio não é exceção, com apenas dois jogos com saldo positivo (as duas finais contra o Flamengo) dos seis disputados.

A torcida do Fluminense ainda não compareceu em peso ao Maracanã. Somente nos dois jogos da final do Carioca o clube obteve lucro no estádioUanderson Fernandes

Mesmo conseguindo diminuir alguns gastos de operação dos jogos, o Fluminense esbarra numa questão legal. Alguns fornecedores têm contratos com o Maracanã, o que impede o clube de acertar com outras empresas que cobram valor menor pelo serviço. E isso impacta diretamente nos altos custos.

Como a Justiça definiu que o aditivo no contrato — assinado por Peter Siemsen no fim do ano passado — é o que vale, o Fluminense é obrigado a pagar R$ 100 mil de aluguem e a bancar os custos operacionais até uma solução definitiva. Na semana passada, não houve acordo com a Concessionária Maracanã em audiência de conciliação.

O Tricolor acumula prejuízo se jogar para públicos abaixo de 25 mil pessoas, muito por causa do alto custo de operação do estádio. Com os termos atuais e sem previsão de solução a curto prazo, o Fluminense só teria vantagem no Maracanã em jogos de grande apelo. O problema é que a alternativa que deu certo em 2016, Edson Passos, ainda está com situação indefinida.

América e Fluminense terão reunião com o Ministério Público de Nova Iguaçu na segunda-feira para tentar a liberação do estádio. O MP exigiu, em 2010, obras no local visando à mobilidade de deficientes físicos. Entretanto, o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi cumprido apenas parcialmente, segundo o América.

Como parte interessada, o Fluminense pode ajudar em alguma obra futura para conseguir a liberação do MP. Só depois disso, a Prefeitura de Mesquita dará o alvará para o estádio, o que permitirá obter os laudos de segurança, já bem encaminhados.

Enquanto não resolve essas pendências, resta ao Fluminense contar com a presença da torcida contra Grêmio, Vitória e Atlético-PR para evitar novos prejuízos.