'Rodado', Marquinhos enxerga seleção olímpica pronta: 'Não tem menino aqui'

Defensor, de 22 anos, atua no futebol europeu desde 2013

Por O Dia

Goiás - Dos jogadores com idade olímpica, Marquinhos é sem dúvidas o mais experiente. Com 22 anos, o defensor foi revelado pelo Corinthians e já em 2013 embarcou para a Europa para atuar na Roma. Após se destacar, o jovem foi vendido ao Paris-Saint German um ano depois. Com mais de 100 partidas pelo clube francês, o defensor não se vê na frente de ninguém e elogiou o grupo do Brasil.

Marquinhos já tem uma certa experiência no futebol europeuLucas Figueiredo / MowaPress / Divulgação

"A pressão, apesar da idade não tem mais nenhum menino aqui. Sabemos das responsabilidades, somos trabalhados desde criança em cima disso, todos sabem a importância de uma medalha inédita para o país, o povo, então trabalhamos da melhor forma. Temos que levar a pressão para o lado positivo, nos motivar e fazer trabalhar mais forte.", afirmou.

Neste sábado, o Brasil vai disputar o seu primeiro amistoso na preparação para os Jogos Olímpicos. Marquinhos elogiou bastante o trabalho realizado pela comissão técnica na Granja.

LEIA MAIS: Notícias, programação e quadro de medalhas da Olimpíada do Rio

"Foi um excelente período de treinos, ansiedade bate cada vez mais, temos um primeiro jogo de preparação para que possamos colocar tudo aquilo que foi colocado em prática, ganharmos confiança e irmos fortes para a competição.", disse.

Os holofotes na seleção brasileira estão mais voltados para Neymar, Gabigol, Gabriel Jesus. Cabe a Marquinhos ser um dos maiores pilares de sustentação do sistema defensivo do Brasil, sem abrir mão da ofensividade.

"O time ofensivo e o conceito que o professor passa é que todos os jogadores têm que defender, ajudar na marcação, a primeira pressão quando perdemos a bola é importante, a galera da frente vem dando conta do recado, ajudando bastante. Os zagueiros são rápidos e de bom posicionamento, isso favorece o plano de jogo.", concluiu.

Últimas de _legado_Olimpíada