Alana Maldonado perde para mexicana e fica com a medalha de prata no judô

Brasileira não conseguiu vitória na final e ficou com a segunda colocação

Por pedro.logato

Rio - Após passar com certa facilidade pelas adversárias ao longo do torneio, a brasileira Alana Maldonado (até 70 kg) não teve o mesmo sucesso na disputa pelo ouro. Diante da mexicana Lenia Ruvalcaba Alvarez, a brasileira não conseguiu impor seu ritmo e foi dominada pela adversária, que era favorita ao ouro. A mexicana conseguiu, após algumas tentativas, conectar um bom golpe, que lhe rendeu um wazari. Logo na sequência, Alvarez conseguiu a imobilização e, sem reação, Alana acabou ficando com o vice-campeonato paralímpico.

Alana Maldonado conquistou a medalha de prataDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

"A Alvarez é uma judoca muito rápida. Sabia que era uma luta difícil, infelizmente não deu. Meu sonho era levar o ouro, mas fiquei feliz com a prata. Agradeço muito a todo mundo, torcida, família e meus técnicos. Essa é só a minha primeira Paralimpíada, outras vão vir e vou fazer o máximo para que o resultado seja o ouro nas próximas", disse Alana, que ainda desejou boa sorte ao judoca Antônio Tenório que disputa a medalha de ouro ainda neste sábado.

"Vou ficar na torcida pelo Tenório. Ele é um ícone do nosso esporte e merece muito fechar com o ouro. Seis medalhas paralímpicas não é para qualquer um. Eu com uma já fico feliz, imagina o cara com seis. Ele merece e torço pra que essa sexta seja o ouro", afirmou.

Alana deixou o dojô aos prantos e recebeu todo o apoio da torcida brasileira, que lotou a Arena Carioca 3, no Parque Olímpico. A prata, aliás, é a primeira medalha paralímpica de Alana. Aos 21 anos, a judoca já havia sido prata nos Jogos Parapanamericanos de Toronto-2015 e disputou, no Rio, sua primeira Paralimpíada. Naomi Suazo, da Venezuela, e Gulruh Rahimova, do Uzbequistão, completaram o pódio com as medalhas de bronze.

Reportagem de Antonio Júnior

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia