Com poucas novidades, Jorginho será a aposta do Vasco para 2016

Treinador terá a oportunidade de começar trabalho em janeiro

Por O Dia

Rio - Apesar do rebaixamento, Jorginho chega em 2016 fortalecido no Vasco. A boa campanha, com aproveitamento de 56,1% no Brasileiro, o faz um dos pilares no planejamento para a Série B. E, para o técnico, será uma experiência nova no futebol nacional, já que pela primeira vez ele terá a oportunidade de preparar o elenco para toda uma temporada.

Desde que deixou de ser auxiliar de Dunga, após a Copa do Mundo de 2010, Jorginho passou por Goiás, Figueirense, Flamengo, Ponte Preta e Vasco. Em todos, o técnico assumiu o comando dos times com a temporada iniciada (no máximo, chegou em março). Ou seja, não teve a oportunidade de montar o elenco para dirigir.

Jorginho continua como treinador do VascoPaulo Fernandes/Vasco.com.br

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

Desta vez será diferente e Jorginho já sabe o que quer para o Vasco de 2016. Além de manter a base da equipe titular que terminou este ano — perdeu o volante Serginho, que acertou com o Sport — e apostar nas categorias de base, o treinador tem como prioridade um centroavante. Outro desejo é a melhora na estrutura para treinos.

Por enquanto, Jorginho só terá como novidade o lateral Yago Pikachu, contratado junto ao Paysandu, e Willian Barbio e Yago, que retornam de empréstimo. O técnico também deve dar nova chance a Thalles, que havia sido afastado durante o Brasileiro. Ao todo, ele quer trabalhar com, no máximo, 30 jogadores (sendo quatro goleiros), ao contrário deste ano, quando teve mais de 40 para treinar.

“O pensamento é montar um grupo que encare a Série B. Vai ser batida pesada, precisamos de jogadores de pegada. Ideia é trabalhar certo no Carioca, nada muito diferente desse turbilhão que a gente passou. Vai ser por aí, mas agora terei mais tempo para trabalhar”, disse Jorginho ao ‘Globoesporte.com’.