Ibovespa opera em alta na esteira dos EUA

Dado mais fraco de emprego no país aumenta aposta de que Fed mantenha juro baixo por mais tempo. Dólar cai, cotado a R$ 3,09

Por O Dia

O dado mais fraco de emprego nos Estados Unidos, divulgado na sexta-feira, reflete hoje nos mercados. A leitura dos investidores é que a frágil recuperação do mercado de trabalho do país contribuirá para que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) não tenha pressa em subir a taxa de juros, o que garante liquidez no mercado. Na esteira do avanço das bolsas de Wall Street, o Ibovespa opera no azul e, por volta das 13h, subia 1,03%, aos 53.672 pontos.

À frente dos ganhos, PDG ON subia 9,23%. Na contramão Tim ON recuava 1,05%. As ações preferenciais da Petrobras, por sua vez, avançavam 0,75%.

Na agenda, o Boletim Focus apontou retração de 1,01% do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano - leve oscilação em relação à queda de 1% apontada na semana passada. Já a estimativa para o IPCA é de alta de 8,20% no fim do ano.

O ajuste fiscal segue no radar do mercado. A votação no Senado da matéria que regulamenta a dívida dos estados e municípios, adiada na semana passada, continua na pauta e pode ser votada na terça-feira. Caso não haja acordo e a matéria seja aprovada, o Planalto irá amargar mais uma derrota.

No mercado de câmbio, o dólar recuava 1,05%, cotado a R$ 3,096 na venda.

Últimas de _legado_Notícia