Milhares assistem mulher morrer ao vivo em transmissão no Facebook e não ajudam

Segundo a polícia americana, não houve chamada para emergência. Família está chocada; caso ocorreu na frente do filho de 1 ano da jovem

Por O Dia

Estados Unidos - Uma mulher de Camdem, no Arkansas, Estados Unidos, que usava o Facebook Live para fazer uma espécie de reality show de sua vida particular morreu durante uma transmissão e nenhuma das milhares de pessoas que assistiam o vídeo fez algo para ajudá-la, segundo a polícia local. O fato, ocorrido no último dia 28, entre Natal e Ano Novo, chocou a família de Keiana Herndon, de 25 anos.

No momento da morte, ela estava com o filho mais novo, Rylle, de 1 ano. Após a jovem começar a passar mal, o número de pessoas que assistiam a transmissão subiu de cerca de 20 para milhares de espectadores.

Norte-americana Keiana Herndon%2C de 25 anos%2C fazia um reality show de sua vida particular via Facebook Live Reprodução Facebook

É inacreditável que alguém possa ficar sentado e ver alguém dar seu último suspiro, sem fazer nada", desabafou o pai da jovem ao jornal "New York Daily News". O vídeo do episódio foi retirado do ar. As imagens mostravam Keiana cantando e respondendo a comentários de amigos, enquanto o bebê Rylle brincava, até que começou a suar muito e desmaiou por volta do sétimo minuto do vídeo.

"Você não pode ver nada, porque a tela está preta... Então o bebê começa a chorar e chorar — disse Jeffery.Eu não consigo entender como uma pessoa queira sentar e ver uma pessoa morrer em frente ao filho, e depois compartilhar o vídeo de uma criança vendo a morte de sua mãe", afirmou o tio de Keiana, Jeffery Herndon, ao "Washington Post".

Em dado momento, Rylle chega a pegar o telefone da mãe e ela está deitada no chão, ofegante. O vídeo durou mais cerca de meia hora até um amigo com quem Keiana dividia o apartamento chegar no local e encontrá-la no chão, com o filho chorando ao seu lado. Ele chamou o serviço de emergência, mas já era tarde. Keiana chegou ao hospital mais próximo morta.


Últimas de _legado_Mundo e Ciência