Justiça condena mãe e filho a ficarem 3 anos afastados por incesto

Os dois estão sob o olhar da Justiça desde fevereiro do ano passado, quando a relação incestuosa do casal foi denunciada por vizinhos

Por O Dia

Estados Unidos - Após assumirem estar apaixonados e vivendo um relacionamento de casal, mãe e filho foram condenados pela Justiça americana a ficarem três anos afastados um do outro por incesto.

Monica%2C 37%2C e Caleb%2C 20%2C se apaixonaram após anos afastadosReprodução Internet

A decisão é do júri da cidade de Clovis, no Novo México (EUA). Segundo a rede de TV americana NBC News, Monica Mares, de 37 anos, e o filho Caleb Peterson, de 20, receberam ordem judicial para se afastarem. Durante um ano e meio, eles serão acompanhados por autoridades. No período restante, eles não terão acompanhamento, mas não poderão se falar ou encontrar.

A determinação aconteceu, na última quarta-feira, após eles se declararem culpados de incesto durante o julgamento. Assim, evitaram ficar presos por até um ano e meio.
Os dois estão sob o olhar da Justiça desde fevereiro do ano passado, quando a relação incestuosa do casal foi denunciada por vizinhos. A promotora Andrea Reeb achou que a liberdade condicional para mãe e filho era uma solução apropriada para o caso, porque nenhum dos réus tinha registro criminal e colocá-los na prisão não faria diferença. Andrea aconselhou que eles procurassem ajuda psicológica.

Mãe de nove filhos, Monica entregou Caleb ainda bebê para adoção. Então, eles se reencontraram em 2015 e se apaixonaram.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência