Por victor.duarte
Publicado 07/11/2014 20:49 | Atualizado 07/11/2014 20:49

Niterói - A partir deste domingo, e até o fim do Carnaval, os vendedores ambulantes de 13 praias de Niterói estarão na mira dos fiscais da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e terão que seguir as regras impostas pelo órgão, caso contrário, a mercadoria será apreendida.

É que na manhã deste domingo começa a Operação Verão para combater não apenas o comércio ilegal, mas também os estacionamentos irregulares e os flanelinhas.Os banhistas também deverão ficar atentos. Os carros estacionados em locais proibidos serão rebocados. Os agentes da Guarda Municipal vão atuar das 8h às 18h.

Os alvos da operação são Charitas, São Francisco, Icaraí, Boa Viagem, Praia das Flechas, Adão e Eva e Jurujuba,Piratininga, Sossego, Camboinhas, Itacoatiara e Itaipu. “O objetivo é ordenar para garantir maior tranquilidade a banhistas, moradores e comerciantes, evitando abusos como estacionamentos irregulares e carros de som em último volume. Vamos atuar para dar conforto aos cidadãos”, explicou o secretário municipal de Ordem Pública, coronel Marcus Jardim.

Agente Mário Sérgio faz a fiscalização de bicicleta em PiratiningaAlexandre Vieira / Agência O Dia

Esse é o segundo ano da Operação Verão na orla de Niterói que vai atuar com algumas novidades, entre elas as bases fixas da Guarda Municipal em Itaipu e Camboinhas, na Região Oceânica, além de equipes móveis distribuídas nas praias, algumas patrulhando em quadriciclos pela areia e bicicleta pelo calçadão.
Cento e vinte guardas municipais farão a fiscalização, sendo 45 no início da operação. Os outros 75 são da turma de recém formados que passarão a fazer parte do contingente após terminarem o treinamento, o que deverá acontecer ao longo da operação.

As viaturas da guarda também estão com novo padrão para facilitar a identificação dos agentes. Outra inovação foi o cadastramento dos vendedores ambulantes que esse ano terão que trabalhar com crachá e camiseta laranja. No entanto, neste fim de semana essa regra ainda não estará valendo porque a Seop ainda está avaliando o número de vagas a serem concedidas devido ao grande número de inscritos: 500 pessoas. Mas os vendedores poderão ser identificados pelo número de protocolo.

“Vamos regularizar a situação desses ambulantes que trabalham nas praias. Muitos já estão lá há mais de 30 anos e pela primeira vez terão a oportunidade de estarem na legalidade e trabalhar tranquilo”, avisa Jardim.

O estacionamento é uma das principais queixas dos banhistas nessa época do ano em que nas praias ficam lotadas. Os frequentadores de Itaipu são os que mais disputam espaço com os ônibus de turismo, muitas vezes piratas. Para evitar isso, a prefeitura deverá deslocar esses veículos para outros locais, ampliando as vagas para carros. O acesso dos ônibus será controlado pela Neltur. No combate aos flanelinhas, os guardas vão contar com a ajuda da Polícia Militar.

Em Icaraí%2C o carro da polícia fica estacionado 24 horas por diaAlexandre Vieira / Agência O Dia

A atuação dos guardas também foi ampliada para as áreas de proteção ambiental e restingas. “Eles poderão notificar e impedir crimes ambientais”, explica Jardim.

A Operação Verão terá ainda apoio das secretarias de Postura, Meio Ambiente, Conservação, Serviço e Urbanização, Desenvolvimento Econômico, Fazenda, Esporte e Lazer, Niterói Transportes e Trânsito (NitTrans), Companhia de Limpeza de Niterói (Clin) e Procuradoria Geral do Município e Vigilância Sanitária, que vai fiscalizar não só os alimentos dos ambulantes, mas também dos estabelecimentos.

Falta de segurança preocupa banhistas

Enquanto a prefeitura já colocou em prática a sua Operação Verão, a Polícia Militar informou que ainda está planejando o programa de segurança para a época do ano quando há mais pessoas nas ruas devido ao calor. Mas, segundo a assessoria de imprensa da corporação, a PM já reforçou o policiamento nas praias.

E é justamente a falta de segurança uma das principais queixas dos moradores e comerciantes de Niterói. “A gente ouve muitas histórias de assaltos por aqui, principalmente a pedestres. É preciso mais segurança porque as pessoas gostam de ficar na praia até tarde e sem segurança elas ficam com medo. Aí a clientela diminui”, reclama a funcionária de um quiosque na Praia de Icaraí, Dora Ayres.

A orla é uma das mais movimentadas de Niterói e onde os moradores costumam correr e caminhar. Em agosto, dois pedestres e três bandidos ficaram feridos durante perseguição de PMs a criminosos.

Em Camboinhas, dono do quiosque Vermelho da Lua, Paulo Roberto de Oliveira, instalou câmeras pelo estabelecimento para garantir a segurança dos clientes, funcionários e do estabelecimento. “É nessa época do anos que o movimento aqui dobra e as pessoas só vão embora por volta das 22h”, conta ele.

Criançada se diverte durante o dia no ‘parquinho’ improvisado nas areias de IcaraíAlexandre Vieira / Agência O Dia

Rolezão em Piratininga é a novidade

E a praia é, sem dúvida, o local preferido dos niteroienses, principalmente nessa época do ano. E são muitas as opções de lazer para quem quer curtir a estação mais animada do ano. Há programas para todas as idades.

A novidade esse ano é o Rolezão de Piratininga, como ficou conhecida a pista da orla que passou a ser fechada nos finais de semana para lazer. E para garantir a diversão com segurança, Mário Sérgio da Silva, de 32 anos, fiscaliza a área de bicicleta. Quem chega cedinho a Piratininga aproveita para pescar.

A Prainha, em Itacoatiara, é perfeita para as crianças e para quem não gosta do mar agitado da região, a preferida dos surfistas. Os pequenos também têm espaço garantido com brinquedos na Praia de Icaraí.

Você pode gostar