Homem espanca a mulher e se atira do 13º andar com filho no colo

Tragédia, em condomínio no interior paulista, choca moradores. Mãe pode ficar cega

Por O Dia

São Paulo - Uma nova tragédia familiar volta a chocar São Paulo. O professor de Inglês Edemir de Mattos, de 52 anos, atirou-se com o filho de 6, Ivan Pesquero de Mattos, no colo do 13º andar do prédio onde morava, em Osasco, após ter espancado a mulher, Célia Regina Pesquero, de 49. Os dois morreram no local.

O crime aconteceu no fim da noite de segunda-feira. A PM afirmou ter recebido chamado por volta das 22h30 por conta de uma briga no apartamento. Ao chegar, o homem estaria no parapeito do prédio e pulou com a criança.

De acordo com vizinhos, o casal tinha um histórico de brigas, e o professor era tido como de comprotamento esquisito no condomínio. Na noite de segunda-feira, foram ouvidos muitos gritos da mãe e da criança vindos do apartamento no 13º andar. “Por várias vezes, o menino gritava: ‘Não, papai. Não faça isso, papai’”, afirmou um morador que não quis se identificar.

Um vizinho próximo ainda tentou em vão evitar que o homem, que usou uma faca para cortar a rede de proteção da varanda, se jogasse com o filho. O agressor era faixa preta de judô. O motivo da briga do casal não foi revelado. A mulher foi levada ao pronto-socorro local e, de acordo com as primeiras informações, corre o risco de ficar cega de um olho.

A trágica morte de pai e filho acontece menos de uma semana depois de um homem invadir uma igreja em Guarulhos, matar a ex-mulher e o namorado dela e ferir outras três pessoas.

Últimas de _legado_Brasil