Fotos mostram rodoviários fazendo sexo com mulher em ônibus no DF

Mulher se diz arrependida e quer punição pela divulgação das imagens. Ela culpa o motorista e o cobrador

Por O Dia

Distrito Federal - Fotos divulgadas na internet de uma mulher fazendo sexo com motorista e cobrador dentro do ônibus do Distrito Federal estão dando o que falar. A garota flagrada dentro do coletivo com dois rodoviários está arrependida de ter praticado o ato e também deprimida com o vazamento das imagens. Sem querer se identificar, a moça diz que está vivendo um pesadelo desde que as fotos e vídeos dela praticando sexo oral dentro do transporte público começaram a ser compartilhados nas redes sociais e no WhatsApp. Ela acusa o motorista e o cobrador de terem vazado as imagens.

Mulher de lingerie junto com motorista e cobrador em ônibus de empresa de transporte público do DFReprodução Internet

Segundo a vítima, apesar de saber que o ato estava sendo registrado, não houve autorização dela para a divulgação das imagens. "Eu quero que eles sejam punidos, eu os denunciei à delegacia e estou esperando uma ligação para saber sobre a investigação. E eu vou processar as redes sociais", ameaçou, ainda atordoada, a mulher.

No vídeo, a moça aparece nua, praticando sexo oral dentro do coletivo da linha 251 da Viação Pioneira. Em outras imagens, o seio da garota também é acariciado por um dos homens e a mulher aparece usando lingerie entre os dois funcionários uniformizados. A empresa afirma que o departamento jurídico e o RH investigam o caso e descartam que o incidente tenha ocorrido em um dos ônibus da empresa.

A Secretaria de Mobilidade do DF informou em nota que a conduta é irregular, pois os supostos funcionários estão uniformizados dentro de um veículo que presta serviço ao público. O órgão vai investigar se o ônibus é mesmo da região e se estava em área pública ou em horário de prestação de serviço no momento do ato.

Polícia investiga

A Polícia Civil do DF investiga o vazamento das fotos que mostram as cenas de sexo dentro do transporte público entre uma mulher e dois homens, que seriam o motorista e o cobrador da linha. A vítima chegou a fazer um boletim de ocorrência na 33ª DP, em Santa Maria, e uma investigação foi instaurada. A polícia nega que a jovem esteja sofrendo ameaças.

Com informações do Meia Hora

Últimas de _legado_Brasil