IBGE: 1.409 vagas temporárias com salário de até R$ 7,1 mil

Empregos para níveis Médio e Superior são para atuar no Censo Agropecuário 2016

Por O Dia

Rio - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou ontem o edital de processo seletivo de 1.409 vagas temporárias para o Censo Agropecuário 2016. O total de oportunidades é de 223 vagas para analista censitário, 700 para agente censitário administrativo, 486 para agente censitário regional. O salário chega a R$ 7.166 para analista, a R$ 3 mil para agente regional e a R$ 1.560 para agente censitário.

A banca organizadora é a Fundação Cesgranrio. A taxa de inscrição é de R$ 120 para analista censitário, de R$50 para agente censitário regional e R$ 35 para agente censitário administrativo. As inscrições vão até o dia 26 de fevereiro. O edital pode ser acessado em https://www.cesgranrio.org.br/.

Para os cargos de analista censitário é necessário ter Nível Superior na área de atuação. Para os cargos de agente censitário administrativo e agente censitário regional, os candidatos devem possuir o Nível Médio. A duração do contrato de trabalho é de até 31 meses para analista, 22 meses para agente administrativo e 16 meses para agente censitário regional. As oportunidades para este concurso estão distribuídas nas capitais dos 26 estados e no Distrito Federal, sendo 5% reservadas para portadores de deficiência e 20% para pretos e pardos (PPP), conforme terminologia usada pelo IBGE.

O diretor pedagógico da Academia do Concurso, Paulo Estrella, orienta que para Nível Médio, os interessados no cargo de agente censitário administrativo devem estudar mais a disciplina Administração. Já para o cargo de agente censitário, o conteúdo da matéria Situações Gerenciais cairá em cerca de 60% da prova.

O especialista também destaca a importância de estudar Português que, segundo ele, tem peso de 30% na seleção. Outros 10% são para a disciplina de raciocínio lógico.  “Apesar do peso, o interessado não pode deixar de estudar nenhuma das disciplinas, porque cada ponto obtido na prova é importante”, concluiu Estrela.



Últimas de _legado_Economia