Pintor perde parte de crânio em briga e ganha R$ 120 milhões na Justiça

Essa é a maior indenização já concedida a alguém por danos físicos no estado da Califórnia

Por O Dia

Estados Unidos - Um pintor americano processou uma empresa de segurança na Califórnia e ganhou mais de R$ 120 milhões de indenização na Justiça após perder parte de seu crânio. Antonio Lopez Chaj, 43 anos, foi espancado por um segurança quando tentava apartar uma briga de seus sobrinhos. 

Antonio Lopez Chaj perdeu parte do crânio em uma brigaReprodução


Chaj foi atacado em um bar em Wilshire, de Los Angles depois de tentar parar uma briga entre funcionários do bar em dois de seus parentes. O segurança, Emerson Quintanilha, e o barman que iniciaram o ataque estão desaparecidos até hoje. Segundo Federico Sayre, advogado do pintor, "foi um espancamento brutal e horrível de um cara que não deveria estar trabalhando ali", disse ele em uma coletiva de imprensa na segunda- feira para explicar o caso.

"O crânio dele é como uma torta, com 25% cortada", comparou Sayre. Ele também disse que Chaj não pode mais falar e precisa de cuidado 24 horas por dia. O caso do pintor rendeu a maior indenização já concedida a alguém por danos físicos no estado da Califórnia.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência