Tempestade 'Janus' gela o nordeste e frio chega ao centro e ao sul dos EUA

Sensação térmica pode chegar até 45 graus negativos em alguns Estados

Por tamara.coimbra

EUA - A tempestade "Janus", que deixou na terça-feira um acúmulo de neve histórico em cidades como Nova York e Washington, está congelando nesta quinta-feira o nordeste de Estados Unidos, onde a sensação térmica pode chegar até 45 graus negativos em alguns pontos, enquanto o frio se estende ao sul e ao centro do país. A "Janus" paralisou na terça-feira o nordeste e, embora a tempestade de neve tenha parado ontem, continuou transtornando a rotina de 80 milhões de pessoas, com o cancelamento de 1.400 voos, o fechamento de escolas, a escassez de gás para a calefação e várias complicações nos transportes públicos das cidades e por estrada.

As temperaturas gélidas do nordeste, onde o mercúrio caiu para abaixo de zero, se repetirão a partir desta quinta-feira nos estados do centro e do sul, informou o Serviço Meteorológico. Assim, haverá neve em algumas regiões do Texas, enquanto o norte da Flórida já está sob alerta de temperaturas muito abaixo do normal para esta época nesse estado do sudeste do país.

O novo temporal de frio extremo e neve acontece depois que a tempestade "Hércules" e o "vórtice polar" marcaram o início do ano com temperaturas mínimas históricas no nordeste e no meio oeste dos EUA. O ambiente gélido, bem mais do que o normal para o inverno nessas regiões, seguirá até o início de fevereiro, de acordo com as previsões meteorológicas.

A Administração Nacional para o Oceano e a Atmosfera dos EUA (NOAA) mantém o alerta no nordeste pelas "baixas temperaturas que estão se instalando após a saída do forte sistema de tormentas". O frio extremo e as nevascas geladas se manterão pelo menos até sexta-feira. A trégua poderia durar só este fim de semana, pois para segunda-feira já é anunciada outra queda drástica das temperaturas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia