Homem negro morre ao ser baleado por policial em Saint Louis, nos EUA

FBI abriu uma investigação sobre o que foi apontado como um caso de racismo no país

Por O Dia

Washington - Um homem morreu nesta terça-feira após ser atingido por disparos de um policial em Missouri, a poucos quilômetros da cidade de Ferguson, nos Estados Unidos, onde continuam os protestos pela morte de um jovem afro-americano desarmado e baleado por um agente.

Manifestantes marcham durante protesto pela morte de jovem negro Michael Brown em Ferguson%2C nos EUAReuters



A polícia informou que o homem, um afro-americano de 23 anos cuja a identidade não foi divulgada, tentou roubar uma loja portando uma faca. Segundo a versão dos policiais, após receber a ordem para que soltasse a faca do lado de fora da loja, o sujeito tentou atacar um agente, que atirou contra ele.

O chefe do departamento de polícia de Saint Louis, Sam Dotson, informou que o incidente está sendo investigado. O suspeito, que segundo Dotson apresentava um comportamento estranho antes do incidente, foi declarado morto no local, a cercade seis quilômetros de Ferguson.

Protestos

Manifestações devido à morte de um jovem negro no Estado norte-americano de Missouri foram barulhentas, mas pacíficas, na noite desta quinta após um pequeno número de policiais do Estado, liderados por um recém-nomeado capitão negro, ter substituído a tropa de choque local e se misturado com a multidão.

Horas mais cedo, o governador de Missouri, Jay Nixon, colocou o capitão da patrulha rodoviária Ron Johnson no comando da segurança da cidade de Ferguson, após quase uma semana de confrontos entre manifestantes e a polícia, que disparou gás lacrimogêneo e bombas de efeito moral. Dezenas de pessoas foram presas em meio a saques, tiroteios e vandalismo.

Esquema policial

A Guarda Nacional será enviada a cidade de Ferguson, no Estado do Missouri, em meio a uma escalada dos protestos pela morte de um adolescente desarmado por um policial branco. O governador do Estado, Jay Nixon, ordenou o envio para "ajudar a restabelecer a paz e a ordem e proteger os cidadãos de Ferguson". A medida foi anunciada após a polícia ter enfrentado manifestantes antes de uma segunda noite de toque de recolher. Oficiais dispersaram a multidão e não foram registradas vítimas.

Michael Brown, de 18 anos, estava desarmado quando um policial atirou nele no dia 9 de agosto na pequena Ferguson, um subúrbio de St. Louis de maioria negra, mas com uma polícia majoritariamente branca. O policial atirou após ter supostamento parado o adolescente por estar andando na rua, atrapalhando o tráfego.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência