Graves incêndios expulsam milhares de suas casas no Sul da Austrália

Autoridades temem não possam controlar o fogo totalmente até a próxima semana

Por O Dia

Tailândia - Milhares de pessoas tiveram que ser evacuadas neste sábado por causa dos incêndios que calcinaram mais de 10 mil hectares no Sul da Austrália, informou a imprensa local. Mais de 500 bombeiros, apoiados por 12 aeronaves e 80 veículos, lutam contra as chamas nos estados da Austrália do Sul e Victoria, onde o fogo destruiu pelo menos cinco casas, segundo o jornal "Sydney Morning Herald".

As autoridades temem que o número de casas e propriedades afetadas aumente, já que ainda não puderam avaliar os danos e temem que não possam controlar o fogo totalmente até a próxima semana.

O chefe da Austrália do Sul, Jay Weatherill, indicou que, embora com uma ligeira melhoria, a situação continua sendo "extremamente perigosa". Weatherill relatou que as grandes e espessas nuvens de fumaça que cobrem a atmosfera estão dificultado o trabalho dos bombeiros.

As altas temperaturas durante o verão contribuíram nos últimos anos para um aumento dos incêndios na Austrália, um situação que os cientistas vinculam em parte ao aquecimento global causado pela mudança climática.

Em 23 de dezembro, um tribunal da Austrália aprovou o pagamento de uma indenização de mais de US$ 400 milhões para os afetados dos incêndios de 2009 no estado de Victoria, nos quais morreram 173 pessoas. O fogo no chamado "sábado negro" também calcinou 2.029 casas e mais de 450 mil hectares em Victoria, no sudeste da Austrália.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência