Suspeita de explosivo interrompe produção na plataforma Frade

Três navios e helicóptero foram enviados ao local para operação que envolveu Marinha e polícias Federal e Civil

Por O Dia

Rio - A suspeita de que um pacote com explosivos estivesse a bordo interrompeu a produção na plataforma Frade, da Petrobras, na Bacia de Campos. Foi organizada uma operação de isolamento envolvendo Marinha, Polícia Federal e agentes da Controladoria de Recursos Especiais da Polícia Civil (Core), além de três navios e um helicóptero. A plataforma voltou a operar às 13h deste domingo, informou a Marinha.

A Marinha informou que por volta das 19h de sábado recebeu o alerta de que uma caixa contendo material suspeito foi encontrada a bordo da plataforma Frade, localizada a 230 km de Macaé. O navio patrulha Oceânico foi deslocado para a plataforma para assumir o comando da operação. Também foram enviados para o local a corveta Barroso, o navio patrulha Gurupá e um helicóptero UH-14, transportando equipes especializadas de fuzileiros navais.

Exames de raio-X constataram que o material não é explosivo e a caixa não possui detonador. O material será avaliado pela Polícia Federal. A Marinha abriu inquérito sobre o indicente que deve ser concluído em 90 dias.

Últimas de Rio De Janeiro