Motorista de ônibus morto ao volante levou pelo menos seis tiros, diz polícia

Divisão de Homicídios (DH) irá solicitar imagens do circuito interno do coletivo para tentar identificar o assassino

Por O Dia

Rio - Agentes da Divisão de Homicídios realizaram a perícia no corpo de Francinaldo Ribeiro de Souza, de 34 anos, morto a tiros ao volante do ônibus da linha 474 (Jacaré-Jardim de Alah) na manhã desta terça-feira na Rua São Luiz Gonzaga, em São Cristóvão, na Zona Norte. De acordo com a perícia, a vítima foi atingida por pelo menos seis tiros nas regiões do pescoço e da cabeça. O corpo foi retirado do local às 10h. 

Motorista de ônibus foi morto a tirosSeverino Silva / Agência O Dia

As causas ainda são desconhecidas e a DH irá solicitar imagens do circuito interno do coletivo para tentar identificar o assassino. Boatos dão conta que o motorista teria discutido com um passageiro no mesmo ponto no último sábado. Segundo o trocador do ônibus, Marinaldo Cassiano da Silva, no momento dos tiros ele olhava para o lado de fora quando um homem, de boné branco, subiu o primeiro degrau, atirou contra o motorista e fugiu. Eles faziam a primeira viagem do dia.

Vítima trabalhava há 10 anos na empresa

De acordo com o inspetor da linha 474, Avelino da Silva Almeida, Francinaldo era um cara tranquilo, gente boa e não havia reclamações sobre a sua conduta no trabalho. O motorista trabalhava há 10 anos na empresa e há cinco fazia o mesmo horário.

Ele era casado e tinha três filhos menores, de acordo com uma comadre de Francinaldo. 

Crime ocorreu no Largo do PedregulhoSeverino Silva / Agência O Dia


Últimas de Rio De Janeiro