Após invasão de chilenos ao Maracanã, entorno do estádio terá reforço de 600 PMs

Áreas consideradas sensíveis serão patrulhadas; número de agentes dentro do complexo será mantido

Por O Dia

Rio - O próximo jogo da Copa do Mundo que será realizado no Maracanã, entre Bélgica e Rússia, neste domingo, contará com reforço extra na segurança do entorno do estádio. De acordo com o Centro Integrado de Comando e Controle Regional, 600 PMs serão destacados para atuar em áreas identificadas como 'sensíveis' na região. Esses pontos serão cercados por grades e fileiras de policiais.

O esquema especial foi montado devido à invasão dos chilenos ao complexo esportivo, na quarta-feira, e anunciado durante coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira, no Centro Integrado de Comando e Controle Regional, na Cidade Nova. Os 600 PMs são do Centro e Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Cefap).

Comandante-geral da PM, o coronel José Luís Castro Menezes admitiu vulnerabilidades na segurança do local. No entanto, o COL (Comitê Organizador Local) negou que haverá aumento do número de agentes no interior do estádio. E os 1037 agentes de segurança privada serão mantidos. 

Últimas de Rio De Janeiro