Tubulação estoura e deixa parte do Santa Marta sem água

Parte da parede de um imóvel desabou e dois apartamentos ficaram alagados. Cedae trabalha no local

Por O Dia

Rio - O estouro de uma tubulação da Cedae destruiu parcialmente a parede um apartamento e inundou dois imóveis de um prédio de quatro andares na Rua Jupira, 214, no Morro Santa Marta, em Botafogo, Zona Sul do Rio, na madrugada desta terça-feira. Não houve feridos. Segundo um morador, o registro geral teve que ser fechado e a parte baixa da comunidade está sem água. Técnicos da Cedae são aguardados no local.

O estouro ocorreu por volta das 2h30. Segundo moradores, parte da parede da área de serviço do imóvel da costureira Maria Ferreira Saboia, de 59 anos, que fica no subsolo do prédio, desabou parcialmente com a força da água. As máquinas de lavar e de costura ficaram cobertas de terra. O imóvel dela e de outro vizinho ficaram alagados. Ela saiu de casa com a roupa do corpo e buscou a ajuda de vizinhos. PMs da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Santa Marta auxiliaram as vítimas do incidente.

Ainda de acordo com os moradores foi preciso fechar o registro e interromper o abastecimento de água na parte baixa da comunidade para conter o alagamento e evitar mais danos. Técnicos da Cedae e o Corpo de Bombeiros foram acionados, mas até às 7h ninguém havia comparecido para verificar a situação, segundo o morador Julio César Marcelino.

Entretanto, a Cedae disse que o primeiro chamado foi feito às 5h40, quando enviou duas equipes ao local para iniciar os serviços. Foi realizada uma manobra na elevatória e outra está verificando se houve alguma perda nas residências e, caso confirme, irá preparar a restituição.

Ainda segundo a Cedae, a tubulação que originou o vazamento é pequena, mas como atende uma cota elevada, tem muita pressão. Não haverá falta d'água na região e os reparos serão finalizados ainda hoje.

Últimas de Rio De Janeiro