Ao som de marchinhas, foliões invadem o saguão do Aeroporto Santos Dumont

Multidão ocupou praticamente todo o 'hall', se misturando com passageiros e turistas

Por O Dia

Rio - Antecipando o carnaval, uma multidão de foliões simplesmente se recusou a encerrar a comemoração da "Abertura do Carnaval Não Oficial" e seguiu, ao som de marchinhas, até o saguão do Aeroporto Santos Dumont, na noite deste sábado. No vídeo recebido pelo WhatsApp do DIA (98762-8248), é possível ver o hall do aeroporto praticamente tomado, com passageiros e foliões se misturando ao som de "Se a canoa não virar".

De acordo com a assessoria da Polícia Militar, até às 20h20 não havia nenhum chamado para esta ocorrência. Já a assessoria do Santos Dumont, que confirmou a passagem do grupo pelo saguão do aeroporto, informou que a presença dos foliões não causou transtornos e nem atrapalhou as operações na área de embarque, onde a multidão se concentrou. O bloco teria permanecido por dez minutos na área pública e todo o movimento foi acompanhando pelo supervisor e pela equipe de segurança. Não houve reclamações dos passageiros e curiosos que observavam a festa. 

Folia: dada a largada

Os cariocas mal acabaram de curtir o Réveillon e já estão aquecendo os tamborins para os ‘dias de Momo’. A largada para a folia foi dada neste sábado, com a ‘Abertura do Carnaval Não Oficial’, que reuniu milhares de pessoas. Com início às 11h, os blocos se juntaram durante a tarde. O evento foi uma junção dos músicos dos cordões Tamborim Sensação, Bloco do Rock, Batuquebato, Frevo Prato Misterioso, Cordão do Prata Preta e Cordão do Boi Tolo.

Um dos organizadores do encontro, Luis Otávio Almeida contou que a turma se reúne nos primeiros dias de janeiro desde desde 2012. “Não fazemos um Carnaval cheio de regras como a prefeitura propõe. A intenção é que seja uma manifestação espontânea, porque a essência é essa”, define.

Ritmistas dos blocos Boi Tolo e Surdos e Mundos atraíram uma multidão de foliões%2C entre cariocas e turistas%2C na manhã deste sábado%2C à Praça 15Fernando Souza

E, como a festa é democrática, a pré-folia atraiu e agradou também a quem não é da cidade. Durante a passagem dos blocos, turistas destacaram a segurança, a limpeza e a tranquilidade dos blocos. A estudante Raíssa Soares, de 24 anos, veio de Belo Horizonte com a família para passar o Réveillon no Rio, e se empolgou com o batuque da bateria. “É a primeira vez que venho à cidade, e já pude conhecer como é o Carnaval. Tinha uma outra visão do Rio. Estou achando tudo ótimo”, elogiou a estudante.

Para quem veio de outro país, a definição da celebração era sob sorrisos e suor: “Sempre ouvi falar doCarnaval do Rio, mas só agora entendo o motivo. Isso aqui é a loucura mais legal que eu já vi. Não queria que acabasse nunca, mesmo com esse calor infernal”, disse o americano Owen Smith.

Para aguentar o calor, nada de água. A bebida preferida dos foliões foi mesmo a cerveja, que era vendida a R$ 5 o latão pelos ambulantes. Mas o efeito diurético acabou obrigando muitos a se virar como dava, formando o ‘Bloco dos mijões’, já que na Praça 15 e no entorno não havia banheiro químico. “Carnaval é isso, quanto mais gente se divertindo junto, melhor”, concluiu a estudante de biologia, Juliana Nascimento, 20, pulando com sua fantasia de fada.

Rapaz urina ao lado de agentes que faziam o patrulhamento da áreaFernando Souza / Agência O Dia

Neste domingo, Sapucaí recebe desfile da Série A

Além do Carnaval de rua, neste domingo também começam os ensaios técnicos das escolas de samba da Série A, na Sapucaí. Às 19h30, sai a Caprichosos de Pilares; às 20h20, a Tuití; e às 21h30, a Estácio. Semana que vem, tem ensaio no dia 10 da Curicica, às 20h30 e da Império Serrano, às 21h30. No dia 11 é a vez de a Viradouro entrar na avenida, às 20h30; e da Vila Isabel, às 21h30.

Depois, os ensaios continuam acontecendo todos os sábados e domingos até o dia 31 de janeiro, com um cronograma que inclui as agremiações do Grupo Especial, como Mocidade, Mangueira, Porto da Pedra, União de Padre Miguel, Beija-Flor, Grande Rio, São Clemente e Imperatriz. Neste domingo, os blocos Céu na Terra e Rio Maracatu se concentram, a partir das 17h, na Rua dos Arcos, em frente à Fundição Progresso.

Com reportagem de Gabriela Mattos