Siro Darlan foi demitido por email pelo presidente do Tribunal de Justiça

Desembargador coordenava área da Infância e Juventude do Tribunal e manifestou posições contrárias às de Luiz Fernando Carvalho

Por O Dia

Rio - Os embates entre o presidente do Tribunal de Justiça, Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, e o desembargador Siro Darlan, culminaram na demissão do magistrado da coordenadoria da Comissão Judiciária de Articulação das Varas da Infância e Juventude e Idoso.

No final da tarde da última terça-feira, o presidente enviou por e-mail uma carta ao desembargador na qual informava a demissão, sob a justificativa de que a atuação de Darlan tinha uma “conduta reveladora de incompatibilidade à da Administração”.

“A Presidência não pode acolher comportamento estanque de qualquer de seus segmentos. A mensagem publicada em seu Facebook de 17 de maio claramente assinala posição contrária à da Administração”, diz um dos trechos do documento escrito por Carvalho.

Luiz Fernando Ribeiro e Siro Darlan%3A divergência provoca demissãoAndré Luiz Mello e Daniel Castelo Branco

O presidente se refere a um post feito por Siro Darlan criticando severamente o projeto de lei que criou o auxílio-educação de até R$ 2,8 mil para custear os estudos de filhos de juízes e funcionários do TJ. Outro desentendimento entre o presidente e Darlan era sobre a questão da redução da maioridade penal. Carvalho já se manifestara publicamente a favor de uma revisão do Estatuto da Criança e do Adolescente. Darlan é contrário à redução da maioridade e vinha promovendo mutirões de reavaliação das internações de menores.

Procurado, o desembargador disse não compreender as razões que motivaram sua demissão. “O que o presidente diz é que não me afino. Se forem essas as afinidades (redução da maioridade penal e auxílio-educação), eu realmente não tenho. Como ele é dono do cargo, ele coloca e tira quem ele quiser”, afirma Darlan.

O desembargador não escondeu a decepção pela saída repentina do cargo que havia assumido em março. “Me senti um técnico de futebol. Fui convidado pessoalmente pelo presidente e demitido por e-mail”, desabafa Darlan. "É um momento de caça às bruxas, endurecimento do campo político", diz.

O presidente do TJ informou por meio de nota o mesmo conteúdo da carta acrescentando que também ocorreram “reclamações de juízes sobre tentativas de interferência no trabalho deles”.

Últimas de Rio De Janeiro