Jovem baleado na porta de casa em Padre Miguel tem morte cerebral

Família de Ronald Rabelo Teixeira autorizou doação de órgãos. Ainda não há informações sobre quando ele será enterrado

Por O Dia

Jovem baleado em Padre Miguel Reprodução Internet

Rio - Baleado duas vezes ao reagir a um assalto na porta de sua casa, em Padre Miguel, Zona Oeste do Rio, na noite da última quinta-feira, Ronald Rabelo Teixeira, de 22 anos, teve morte cerebral às 19h desta sexta-feira. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Saúde, neste sábado.

Ele estava internado no Hospital Alberto Torres, no Colubandê, em São Gonçalo, cerca de 50 quilômetros de sua casa. Ainda não há informações sobre quando será o sepultamento do jovem.

Ronald estava em sua moto voltando de uma agência bancária quando foi abordado por dois homens em um carro. Os bandidos anunciaram o assalto quando ele se aproximou do veículo para dar informações. O rapaz tentou correr, mas foi baleado nas costas e na boca. Inicialmente, ele foi atendido em um posto de atendimento médico de sua região, mas foi logo transferido em estado grave para o Alberto Torres.

O caso foi registrado na 34ª DP (Bangu) como latrocínio. Um inquérito foi instaurado para apurar o crime e agentes da Polícia Civil fizeram buscas de imagens de câmeras de segurança que possam ajudar a identificar os autores do crime. Ainda não há novidades sobre a investigação.

LEIA MAIS: Jovem leva tiro na cabeça ao tentar fugir de assalto na Zona Oeste

Família autoriza doação de órgãos

A família de Ronald Rabelo Teixeira autorizou a doação dos órgãos do rapaz. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, foram realizados três exames, previstos no protocolo de morte encefálica. Os resultados serão lançados em um sistema, que fará automaticamente o ranking dos potenciais receptores, conforme os critérios estabelecidos na legislação. Ainda não se sabe quem receberá os órgãos do jovem.

Últimas de Rio De Janeiro