Superintendência Regional do Trabalho mantém interdição no Bondinho

Atividades executadas pela empresas foram interrompidas na última quinta-feira

Por O Dia

Rio - A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Rio manteve a interdição parcial das atividades executadas na Companhia Caminho Aéreo do Pão de Açúcar. A decisão foi divulgada nesta segunda-feira, após pedido de desinterdição feito pela empresa. No relatório, os auditores-fiscais indicaram pelo menos 13 itens não cumpridos pela empresa.

Entre as irregularidades apontadas estão: laudo de pontos de ancoragem não assinado pelo responsável técnico, além de não estarem incluídas as fichas técnicas dos chumbadores; autorizações para trabalho em altura sem assinatura e qualificação do empregador; não foi elaborada corretamente a análise de riscos, de acordo com os procedimentos existentes; nas Permissões de Trabalho não foram incluídas as autorizações dos empregados para trabalho em altura; e os certificados de treinamento ainda encontram-se sem a descrição da proficiência do instrutor.

Além disso, a companhia não comprovou se há uma equipe para atuar em caso de emergência em trabalhos em altura. Os auditores também indicaram no relatório que o planejamento da atividade em altura deverá ser realizado por um profissional capacitado e autorizado. No entanto, a empresa não citou as medidas que por ventura eliminem o risco de queda dos trabalhadores.

A interdição dos trabalhos em altura na manutenção do bondinho aconteceu na última quinta-feira, após auditores-fiscais do trabalho verificarem grave e iminente risco à integridade física dos trabalhadores.

Últimas de Rio De Janeiro