Filha de PM morto a tiros em Santíssimo segue internada em estado grave

Quadro de saúde da menina é estável. Ela passou por cirurgia no Hospital Rocha Faria antes de ser transferida para o HCPM

Por O Dia

Rio - A filha do policial militar Adivanilson da Silva Moreira, de 42 anos, morto a tiros na Estrada da Posse, em Santíssimo, Zona Oeste, na última terça-feira, segue internada em estado grave no Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio. A menina de 11 anos estava com o pai no carro no momento do ataque dos criminosos, que dispararam pelo menos 30 tiros.

De acordo com a PM, apesar da gravidade do quadro, seu estado de saúde é estável. Após o ataque, ela foi inicialmente levada para o Hospital Estadual Rocha Faria, em Campo Grande, e passou por cirurgia. Na manhã de quarta-feira, a menina foi transferida para a unidade de saúde da corporação e está no CTI pediátrico, onde respira sem o auxílio de aparelhos. Adivanilson era soldado e estava lotado no 2º BPM (Botafogo).

Adivanilson da Silva Moreira%2C de 42 anos%2C era lotado no 2ºBPM (Botafogo)Reprodução Facebook

A Delegacia de Homicídios da Capital (DH/Capital) investiga o caso e realizou perícia no local e no veículo. A especializada tenta identificar os autores do homicídio do PM e da tentativa de homicídio de sua filha. Novas diligências foram realizadas na quarta-feira no local do crime para tentar localizar possíveis testemunhas que possam ajudar nas investigações.

Últimas de Rio De Janeiro