Policial militar é morto no Recreio

Cabo da PM foi abordado por dois homens que dispararam quatro vezes contra ele

Por O Dia

Rio -  Um assassinato mudou a rotina das pessoas que passavam pela Praia do Recreio, na manhã desta terça-feira. Enquanto aproveitava sua folga jogando futevôlei, o policial militar Willian Ferreira da Silva foi atingido por quatro tiros, disparados por homens em duas motos.

Conhecido como William Fechecler, o cabo da PM, que era lotado no 3º BPM (Méier), costumava promover pagode na Gruta da Pedra, em São João de Meriti. Abalado, o irmão disse que o policial era uma pessoa tranquila e não tinha desavenças.

“Ele nem queria mais saber da noite, estava cansado. A vida dele era praia e academia, estava viciado nisso, não queria conflito com ninguém. Eu não faço a mínima ideia de quem pode ter feito isso. Até onde eu sei, ele não tinha inimigos”, disse o irmão, Wendel Ferreira. Professor de futevôlei de Wilian há cerca de um ano, Élcio Garcia relatou que o PM tinha personalidade amigável e afirmou estar surpreso com o crime.

“Ele subiu para tomar água de coco e calçar o tênis. Foi quando a gente ouviu os tiros, disparados pelos garupas. Ele era o mais animado do grupo, sempre brincando, tranquilo, amava esportes. Não parecia ser o tipo de pessoa que tem inimigos”, contou. “O bairro está crescendo muito e a violência na mesma escala”, acrescentou.

A Delegacia de Homicídios busca imagens de câmeras da região, que possam esclarecer o crime.

PM foi morto na manhã desta terça-feira no RecreioDivulgação



Últimas de Rio De Janeiro