Defeito em equipamento de trem obriga passageiros a andarem entre os trilhos

Circulação ocorre com intervalos irregulares nos trens dos ramais Santa Cruz e Saracuruna

Por O Dia

Rio - A semana já começou com transtornos para usuários dos trens da SuperVia, com problemas registrados em composições dos ramais Santa Cruz e Saracuruna. O primeiro caso envolveu um trem do ramal Santa Cruz, que apresentou um defeito no pantógrafo (equipamento que liga a composição à rede aérea). A ocorrência aconteceu no trecho entre as estações Cosmos e Inhoaíba, na Zona Oeste, por volta das 5h40 desta segunda-feira. Passageiros que estavam na composição, que seguia para a Central do Brasil, tiveram que desembarcar nos trilhos e caminhar a pé até a plataforma da estação Inhoaíba, onde precisaram aguardar até que outro trem chegasse para completar a viagem.

Energia caiu em trem do ramal SaracurunaLeitor Douglas Mendonça

A ocorrência afetou a circulação do ramal Santa Cruz, que segue com intervalos irregulares na manhã desta segunda-feira. Técnicos da concessionária foram para o local para fazer reparo no equipamento que apresentou problemas. Ainda de acordo com a SuperVia, no trecho entre as estações Paciência e Benjamim do Monte, também na Zona oeste, os trens circulam por apenas uma linha e, por isso, as composições são obrigadas a aguardar ordem de circulação, o que atrasa ainda mais as viagens no ramal.

Atrasos no ramal Saracuruna

O segundo problema envolvendo trens da SuperVia nesta segunda-feira aconteceu na estação Cordovil, na Zona Norte. Uma composição do ramal Saracuruna, que também seguia para a Central do Brasil teve uma pane elétrica. O ar-condicionado parou de funcionar e as luzes da composição se apagaram.

Técnicos da concessionária fizeram reparo no sistema elétrico do trem. O atendimento durou 10 minutos. Em função disso, também há atrasos no ramal Saracuruna. O intervalo entre as composições, que deveria ser de 10 a 30 minutos, é de até 40 minutos nesta manhã.

Saldo da SuperVia

Até o 12º dia de 2015, O DIA já registrou 11 problemas relacionados ao trens da SuperVia. Além das duas ocorrências desta segunda-feira, também foram observados problemas em outros ramais, sendo quatro no ramal Saracuruna, uma no ramal Japeri, uma no ramal Belford Roxo, uma no ramal Gramacho, uma no ramal Santa Cruz e outra em ramal não identificado. As causas são as mais diversas. No caso mais grave, ocorrido na última segunda-feira, 5 de janeiro, 229 pessoas ficaram feridas, após duas composições colidirem em Mesquita, na Baixada Fluminense.

Defensoria inicia atendimento às vítimas de acidente em trem na segunda-feira

A partir desta segunda-feira, a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro dá início aos procedimentos para indenização das vítimas do acidente na estação Presidente Juscelino, em Mesquita. Os assistidos devem ligar para o órgão (2868-2100, ramal 297) e agendar o atendimento na sede da Defensoria. A coordenadora do Núcleo de Defesa do Consumidor, defensora pública Patrícia Cardoso, lembra que as vítimas devem estar com o boletim de atendimento do hospital em mãos para informar os dados.

Últimas de _legado_O Dia 24 Horas