Municípios do interior terão obras para a melhoria da captação de água

Comitê de Integração da Bacia do Rio Paraíba do Sul investiu cerca de R$ 8,5 milhões. A princípio, oito cidades serão contempladas

Por O Dia

Rio - Oito municípios do interior do Rio que mais sofrem com a estiagem vão receber ajuda para a realização de obras emergenciais que têm o objetivo de melhorar a captação de água. Orçadas em R$ 8,5 milhões, as obras serão custeadas pelo Comitê de Integração da Bacia do Rio Paraíba do Sul (Ceivap), ligado ao governo federal e aos governos de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. São João da Barra, Vassouras, Barra do Piraí, Sapucaia, Volta Redonda, Barra Mansa, Três Rios e São Fidélis serão contemplados.

O município de São João da Barra, na região Norte Fluminense, por exemplo, contará com a construção de um poço artesiano de 240 metros de profundidade e vazão de 250 metros cúbicos por hora. A previsão é que a obra, orçada em R$ 1.078.018, seja iniciada em um prazo de 90 dias.

De acordo com o secretário de Planejamento de São João da Barra, Sidney Salgado, a obra é necessária, principalmente, devido ao período de maré alta que resulta na entrada de água salgada, a chamada língua salina, pela foz do Paraíba do Sul até a estação de captação e tratamento situada na cidade. "A população será beneficiada tendo em vista que a captação de água e consequentemente a distribuição não será interrompida em função da salinização", disse Sidney.

De acordo com a vice-presidente do Ceivap, Vera Lúcia Teixeira, a ideia é adequar a estrutura técnica para captação de água em cada cidade. "Houve uma avaliação de um plano de controle feito pela Agência Nacional de Água (ANA). Esse é um plano de ação complementar para a gestão das crise. Essa avaliação foi feita junto com os órgãos gestores, como Inea e ANA que visitaram todas as captações para ver qual que tem mais prioridades. Em um segundo momento, poderá haver outros municípios contemplados", explicou. 

Ainda segundo Vera Lúcia, algumas obras são flutuantes, pois precisam de uma operação mais imediata. "Em Vassouras, serão três interferências, pois o município faz a captação depois que o Rio Piraí desce. Em Barra do Piraí, onde ocorre a transposição do Rio Guandu, haverá três também", contou.

Sapucaia, Volta Redonda, Barra Mansa e Três Rios ganharão a instalação de um conjunto flutuante com motobomba na calha do rio no sistema de tratamento de água. Já em São Fidélis haverá o prolongamento da tubulação  já existente.


Últimas de _legado_O Dia no Estado