Padre Omar: Aprenda a respeitar o diferente

Ao contrário do que muitos acreditam, para se respeitar a diversidade não é necessário sacrifício

Por O Dia

Rio - Você já aprendeu a viver a diversidade? Em um mundo tão heterogêneo, somos convidados, com frequência, a estarmos abertos ao diferente, à diversidade, a nos respeitarmos independentemente de cor, classe social, credo, condição sexual etc. Quem caminha com Deus, aos pouquinhos, vai aprendendo a ter uma visão mais ampla de que agir assim é também saber ser comunidade. E é o próprio Senhor quem ensina! A liturgia que a Igreja celebra neste domingo é fundamental para essa compreensão: trata da Festa da Santíssima Trindade - um Deus único, constituído por três pessoas distintas: Pai, Filho e Espírito Santo.

A Trindade Santa é um lindo mistério de amor e comunhão, que revela a perfeita unidade na diversidade, sendo um modelo autêntico que nos leva a reconhecer a beleza e a profundidade da realidade humana. As diferenças podem e devem ser respeitadas por cada um e por todos, para que, assim como Deus é uma comunidade de amor, a humanidade também possa ser.

Ao contrário do que muitos acreditam, para se respeitar a diversidade não é necessário sacrifício. Apenas sabedoria que orienta o destino de tudo e de todos, até hoje. Quem aprende, com a Trindade Santa, a viver uma relação íntima com Deus e, assim, com o próximo, vive a paz, a perseverança nas tribulações e o amor. E o próprio Espírito Santo, em nós, nos dá a conhecer a verdade revelada em Jesus Cristo — nos ensina a assumir com destemor a missão de testemunhar o amor que inclui todos e constrói uma sociedade mais justa e fraterna. A diversidade sempre existiu! Somos pessoas diferentes, que pensam e agem de modo heterogêneo, mas, pela sabedoria e com amor, podemos conviver. Basta querermos.

*Padre Omar é o Reitor do Santuário do Cristo Redentor do Corcovado
Faça perguntas pelo e-mail padreomar@padreomar.com
Acesse também www.padreomar.com e www.facebook.com/padreomarraposo

Últimas de Opinião