Marinha emite alerta sobre corpo boiando que pode ser de australiano

Corpo estava com as vestimentas semelhantes às usadas por Rye Hunt, desaparecido desde o dia 20 de maio

Por O Dia

Polícia busca por australiano que sumiu em aeroporto do RioDivulgação

Rio - A Marinha do Brasil comunicou à polícia que um barco pesqueiro avistou um corpo boiando, próximo à Ilha Rasa, que fica há 8 quilômetros de Copacabana, na última terça-feira. O corpo estava com as vestimentas semelhantes às usadas pelo australiano Rye Hunt, desaparecido desde o dia 20 de maio.

Durante a tarde, foram realizadas buscas pelos policiais civis da Delegacia de Descoberta de Paradeiross (DDPA) e pela Marinha do Brasil. Na quinta-feira as buscas foram retomadas durante todo o dia e já recomeçaram nesta sexta-feira.

A Delegada Ellen Souto informou ainda que o tio do desaparecido que chegou ao Brasil será encaminhado ao Instituto de Pesquisa e Pericia em Genética Forense (IPPGF) para ser coletada amostra de DNA para eventual confronto.

Australiano que sumiu entrou em surto psicótico após uso de droga, diz polícia

Desaparecido há 13 dias, o australiano usou drogas e entrou em surto psicótico, segundo a investigação da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA). Com base no depoimento de Mitchell Sheppard, 22, amigo e companheiro de viagem, eles consumiram MDMA, uma droga sintética em pó com o princípio ativo do ecstasy. Um pescador viu o jovem em uma Ilha próxima da costa da Praia do Leme e buscas estão sendo feitas.

Segundo a delegada Elen Souto, titular da DDPA, os dois consumiram a droga na Lapa na noite do dia 21. Entretanto, Rye teria cheirado a droga, que é usada diluída na água. Durante a noitada no bairro do Centro, o australiano ainda teria usado mais MDMA, também conhecida como "Michael Douglas" pelos usuários, misturado a whisky. 

Últimas de Rio De Janeiro