Galeão vai se chamar Aeroporto Maria da Penha por 10 dias

O mote da campanha é ‘O Rio Galeão emprestou o seu nome para trocar o destino de muitas mulheres’

Por O Dia

Rio - A partir desta quarta-feira e nos próximos nove dias o Aeroporto Internacional Tom Jobim, conhecido como Galeão, passa a se chamar Maria da Penha, em homenagem à ativista cujo nome batiza a lei de proteção às mulheres. A ação simbólica visa despertar o alerta para a violência contra a mulher. O mote da campanha é ‘O Rio Galeão emprestou o seu nome para trocar o destino de muitas mulheres’. A Gol aderiu à ação e fará voo na ponte aérea tripulado só por mulheres.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio, 118 novos casos de lesão corporal contra mulheres são registrados todos os dias no estado. Nos últimos seis anos, quase 260 mil ações por lesão corporal foram ajuizadas. Houve cerca de 195 mil casos de ameaças registrados e 120 mil medidas protetivas de urgência expedidas.

A Assembleia Legislativa (Alerj) aprovou nesta terça o projeto de lei 231/15, da deputada Martha Rocha (PDT), que determina a aplicação de multa ao agressor para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra a mulher no estado. O texto seguirá para sanção ou veto do governador Luiz Fernando Pezão em até 15 dias. O Executivo deverá ainda regulamentar os valores das multas. 

Últimas de Rio De Janeiro