Informe: Picciani dirá a Temer que não tem opção se empréstimo não for adiantado

Presidente da Alerj entregará a Temer um estudo detalhando as medidas de austeridade que o governo estadual já adotou

Por O Dia

Rio - Presidente da Assembleia Legislativa, Jorge Picciani (PMDB) agenda um encontro com Michel Temer. Dirá ao presidente da República que se a União não antecipar empréstimo ao governo estadual para que coloque os salários do funcionalismo em dia, o Rio não terá alternativa.

“Vamos ter que ir à Justiça pedir que não haja mais bloqueio (de recursos) ou será preciso uma intervenção federal no estado, o que será ainda mais custoso para a União.”

Picciani entregará um estudo a Temer detalhando as medidas de austeridade que o governo estadual já adotou, como a redução de despesas com custeio e o aumento de impostos como IPVA e ICMS.

“Somos o único estado que já aprovou a privatização da empresa de saneamento (Cedae). Já cumprimos parte importante (do acordo). Para dar sequência, se o governo federal estiver levando isso a sério, há de se ter uma solução para um empréstimo que coloque os salários em dia. Isso precisa ser dito com todas as letras.”

Cortês

Segundo Picciani, será uma conversa “cortês e educada, mas que mostre todos os dados”.

Remarcado

O encontro entre os presidentes da República e da Alerj estava inicialmente marcado para hoje, em Brasília. Mas, por incompatibilidade de horários, ficou para a próxima terça-feira.

Sinuca de bico

Uma das medidas cobradas por Temer para o socorro financeiro é o aumento da contribuição previdenciária do funcionalismo estadual de 11% para 14%. Picciani, no entanto, diz que só incluirá a questão na pauta da Alerj quando os salários dos servidores estiverem em dia. Para isso, o Palácio Guanabara precisa da grana da União.

Resumindo

O que virá primeiro? O ovo ou a galinha?

Vaga preenchida

O prefeito Marcelo Crivella assina hoje a nomeação de Felipe Galvão Puccioni para conselheiro do Tribunal de Contas do Município. O cargo estava vago desde 2015. Isto porque, após a aposentadoria de Fernando Guimarães, houve uma discussão sobre se a indicação deveria ser técnica ou feita pela Câmara Municipal. A vereadora Rosa Fernandes (PMDB) perdeu a disputa.

Falando na Câmara...

Foi definida a comissão que vai propor ajustes no regimento interno da Câmara. Fernando William (PDT) é o presidente. Completam o grupo Tânia Bastos e João Mendes, do PRB de Crivella.

Vítimas do nazismo

A pedido da secretária de Assistência Social, Teresa Bergher (PSDB), a prefeitura vai construir o Memorial do Holocausto. Ficará no Mirante do Pasmado.

Últimas de Rio De Janeiro