Crianças têm aula de paz em meio à 'guerra' do Rio

Professor toca e canta no corredor da escola para proteger alunos durante tiroteio

Por O Dia

Rio - ‘Vamos ali no corredor. Vamos ter uma aula diferente’. O que poderia ser uma atividade lúdica na educação municipal, era, na verdade, uma estratégia para proteger as crianças da violência que insiste em romper o santuário infantil. Por causa de um intenso tiroteio no lado de fora do Ciep Roberto Morena, na comunidade de Três Pontes, em Paciência, uma turma inteira foi deslocada da sala de aula para o corredor da escola, na sexta-feira. Para abafar o barulho dos tiros, as crianças cantaram.

Cena em Paciência foi gravada em vídeo e viralizou na InternetAlberto Jacob Filho / Divulgação

A iniciativa foi do professor Roberto de Oliveira Ferreira, que leciona Educação Musical. Com seu violão, ele conseguiu distrair a criançada, durante momento de tanta tensão. A estratégia foi gravada e o vídeo, postado na rede social pelo secretário municipal de Educação, Cesar Benjamin, viralizou. Até a tarde de ontem foram mais de 200 mil visualizações, com quase 6 mil compartilhamentos.

“O vídeo mostra como age um professor nosso. São esses heróis que seguram a rede. São eles que me inspiram e me dão força para prosseguir”, escreveu Benjamin, que só descobriu mais tarde o nome do professor. “Várias pessoas me pedem para homenageá-lo. É claro que ele merece. Conversarei com ele, antes de qualquer iniciativa, para que não se fixe a impressão de que a SME quer usá-lo para efeito de propaganda. Os méritos são inteiramente dele. Só nos cabe reconhecer isso e apoiá-lo”, salientou.

Ontem, cerca de 15 mil alunos ficaram sem aulas na cidade, por conta de operações policiais no entorno das escolas localizadas em áreas de conflito. Somente no Complexo da Maré, foram 12 mil crianças.

Últimas de Rio De Janeiro