Professor treina para atuar em área de risco

Curso começou ontem na Cruz Vermelha, com orientações de medidas específicas para episódios violentos

Por O Dia

Rio - Devido aos altos índices de violência no Rio, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) está treinando professores municipais para trabalharem em escolas localizadas em áreas de risco. O curso ‘Acesso mais Seguro para Serviços Públicos Essenciais’ começou ontem, e faz parte de uma estratégia da Secretaria Municipal de Educação para reduzir a vulnerabilidade de alunos e professores das 400 unidades nestas regiões. Ontem, treinaram 41 professores indicados pelas 11 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs).

O secretário de Educação César Benjamin informou que a capacitação dos profissionais terá a duração de uma semana com carga horária de 40 horas. “Nós sabemos que essa situação de violência que vivemos hoje foi construída e tem causas sociais, culturais e econômicas. Portanto, a paz ou uma paz relativa também terá que ser construída. Os profissionais de Educação têm legitimidade para a construção da paz”.

Em reunião preparatória do curso, na sede da Secretaria Municipal de Educação, Ana Cristina Monteiro, responsável pelo programa Violência Urbana do CICV no Rio, explicou a dinâmica das aulas, que envolve a adoção de comportamentos específicos diante de episódios de violência. ‘É preciso construir um plano de ação, com base nas informações e diagnóstico da realidade de cada uma das escolas”.

Segundo a assessoria da CICV, a metodologia não é uma receita de bolo. “Os professores são orientados a criar uma metodologia de como trabalhar nas escolas e até a simular ações necessárias em casos de violência (evacuação, por exemplo)”. Serão capacitados a sistematizar um protocolo de abertura/fechamento de escolas e a enumerar não só perdas mas também os impactos das decisões.

O CICV protege vítimas de conflitos armados e outras situações de violência. Metodologias semelhantes,já foram desenvolvidas e aplicadas em países como Colômbia, Honduras, Ucrânia e Líbano. O curso é gratuito, e está sendo realizado na Escola de Formação Professor Paulo Freire, no Centro do Rio, das 8h às 16h nos dias 12,14, 18 e 20.

Últimas de Rio De Janeiro