Guarda municipal é preso pela morte de PM em Nilópolis

O agente era cunhado do policial e morava no mesmo terreno qu ele

Por O Dia

O acusado foi localizado na corregedoria da Guarda Municipal no Centro da cidadeDivulgação / Polícia Civil

Rio - O guarda municipal Marcelo de Moura Maciel, de 35 anos, foi preso, na manhã desta sexta-feira, acusado pela morte do PM Vaine Luiz Dos Santos Ferreira, 33 anos. O crime, ocorrido no dia 12 em Nilópolis, na Baixada Fluminense, teria sido motivado por uma briga de família.

Marcelo é cunhado de Vaine. Os dois moravam no mesmo terreno, na Rua Benedito Meireles, no Morro da Mina, e teriam discutido pouco tempo antes do PM ser assassinado no próprio quintal. À época, o guarda já havia sido considerado o principal suspeito. O militar estava na polícia há quatro anos e era lotado na UPP (Caju).

A investigação foi conduzida pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) coordenados pelo delegado assistente Evaristo Pontes. Marcelo foi preso na sede da corregedoria da Guarda Municipal no Centro da cidade e teve seu mandado de prisão expedido pela 1ª vara Criminal da Comarca de Nilópolis.




Últimas de Rio De Janeiro