Crescimento da venda de brinquedos eróticos movimenta R$ 1 bilhão por ano

Milhares de mulheres vivem da venda de produtos sensuais, vencem preconceitos e a crise

Por O Dia

Rio - Elas já chegam a 80 mil, o triplo de dez anos atrás. São as vendedoras de...prazer. Isso mesmo. O crescimento do mercado de empreendedoras deliverys de produtos eróticos movimenta R$ 1 bilhão por ano entre Rio e São Paulo. "Estamos vencendo tabus e preconceitos e inovando o mercado, que hoje se preocupa mais com a saúde dos consumidores e não apenas em vender objetos sensuais", diz a presidente da Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual (Abeme), Paula Aguiar.

Rainha das vendas de produtos eróticos%2Cela inspirou o filme `De Pernas pro Ar´.Depois de “ralar muito”%2C hoje tem a sua própria empresaMaíra Coelho / Agência O Dia


De acordo com a Abeme, 10% de quem se dedica ao ramo já tem esse tipo de comércio como fonte principal de renda familiar. E a tendência é de crescimento, pois 83% da população nunca experimentaram produto erótico, sem contar com o recém-chegado consumidor gospel. Dados da Abeme mostram que a clientela evangélica está adquirindo um terço dos 9 milhões de itens fabricados por mês no Brasil (entre eles, 3,5 milhões de géis, cremes e lubrificantes).

O próprio mercado contribui para a expansão, ofertando mais de 15 mil "brinquedinhos sensuais". Com designs modernos, os mimos eróticos, que se confundem com objetos de decoração, são produzidos em 30 fábricas nacionais, importados de 15, e anunciados em 1.000 lojas virtuais, seja para público hétero ou LGBTTT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros). Além da venda doméstica, há 11 mil pontos fixos no país, gerando 125 mil empregos.

Algemas banhadas a ouro%3A um dos mimos da feiraDivulgação

"A atividade que tem driblado a crise econômica (com ganhos entre R$ 500 a R$ 6 mil, em média mensais)", acrescenta Paula Aguiar.

O mercado está em alta e será discutido na segunda edição do Sexy Fair 2017, uma feira que será realizada entre terça-feira e domingo, no Centro de Convenções Sul América, na Cidade Nova. "Erótico, mas não pornográfico, o evento espera 50 mil pessoas. O ambiente é familiar, de entretenimento, diversão e informação", garante o organizador, Osmar Gil, brincando: "mas tem que ter pique para dar no couro". Afinal, a programação (em www.feiraerotica.com) tem 110 estandes com novidades que vão desde vibradores com música e 100 velocidades, a algemas e outros objetos banhados a ouro, de até R$ 8 mil. A grade é extensa, com shows, stand-ups, 40 palestras, danças, concurso Garota Sexy, rodas de negócios e boate. Entre as atrações, shows de strippers, o Castelo do Fetiche e show de tequileiros.

TATIANA PRESSER. A sexóloga e palestrante%2Capresentará também seu Body Splash%2C spray com fragrância francesa%2C que atrai o sexo oposto Alexandre Magno / Divulgação

Cursos de sedução, chás de lingerie, sexo tântrico, posições de kama sutra, comidas afrodisíacas, vibradores com câmera e wifi, com controle a distância, e até hipinose para orgasmo feminino, que contribuem ainda mais para manter o setor em riste, serão abordados na feira.

Consultora inspirou filme de sucesso

Da área financeira, a empresária Érica Rambalde, 45 anos, da Sexy Delícia, passou à rainha das vendedoras de produtos eróticos. Seu sucesso, a partir de 2015, inclusive, inspirou o filme 'De Pernas pro Ar', com Ingrid Guimarães.

"Ralei, passei por insultos. Fofoqueiras cochichavam: 'olha lá a vendedora de p.'", lembra. Ela conta que "ainda sem jeito", certa vez, deixou uma mala de vibradores cair na porta giratória de um banco. "Aproveitei o embalo e anunciei o produto. Vendi logo dois", lembra, rindo, mencionando ainda o dia em que pênis de borracha caíram de sua bolsa dentro de um ônibus. "Imagina o auê?", diverte-se.

Vânia Bousquet, 45 anos, está há 10 no ramo. "Ajudo a pagar contas e ainda sobra dinheiro para curtir a vida", revela. Casada, e mãe de duas meninas, ela diz que virou psicóloga e conselheira em saúde das clientes.

Decadência após cinco anos

Uma das palestrantes é a sexpert Tatiana Presser, autora de ‘Vem Transar Comigo’, e casada com o ator Nizo Neto, um dos entusiastas do evento e organizador dos shows. Ela abordará anatomia, sexo oral, orgasmo, masturbação, ponto G, e yoga anal e sem
dor, a “onda atual”.

“Depois de cinco anos, a decadência no relacionamento é inevitável. É preciso algo mais. Mas é necessário saber que tipo de ‘novidade’ adotar”, adverte. Para relaxar, Valeska, Perla, Jaula das Gostosudas, e MCs como Sapão e Sabrina, e o ator Nelson Freitas. Ingressos, de até R$ 28, e estacionamento a R$ 20, em www.ingressocerto.com

Últimas de Rio De Janeiro