Motoristas protestam contra projeto para regulamentar aplicativos de transporte

Motoristas de Uber e Cabify ocuparam trechos da Zona Sul. Eles criticam projeto de lei que regulamenta serviço e será votado nesta terça

Por O Dia

Rio - Motoristas de aplicativos de transporte como Uber e Cabify fizeram um protesto, na manhã desta segunda-feira, no Aterro do Flamengo. A manifestação era contra o projeto de lei que será votado nesta terça-feira no Senado Federal para regulamentar o serviço. O grupo seguiu em direção à Zona Sul do Rio.

Os veículos ocuparam uma faixa no sentido Centro e depois foram para a pista contrária no sentido Zona Sul. Os motoristas interditaram trechos da Enseada de Botafogo e Lauro Sodré, em Botafogo; e as avenidas Atlântica, Princesa Isabel, em Copacabana. O trânsito fluiu no restante das vias sem grandes retenções. O protesto terminou por volta de 12h30.

Motoristas de aplicativos de transporte protestam contra projeto de lei que será votado nesta terça-feira no SenadoDivulgação

O projeto de lei 28/2017 que regulamenta os aplicativos de transporte foi aprovado em abril na Câmara dos Deputados e será volta nesta terça-feira no Senado. Os trabalhadores alegam que na verdade não se trata de uma regulação e sim de uma proibição, já que cria uma série de dificuldades que inviabiliza o serviço.

A hashtag #LeiDoRetrocesso alcançou o primero lugar no Mundo no microblog Twitter. "Uber e Cabify" também era uma das mais usadas no Brasil pela manhã. 

Veja alguns pontos do projeto

1. Exige que os veículos tenham placas vermelhas iguais às dos táxis
2. Autoriza os municípios a proibirem os apps quando quiserem
3. Faz com que os motoristas parceiros precisem de uma autorização específica, que pode ou não ser concedida
4. Todos os motoristas precisam ter veículos próprios — não se pode dividir com seus familiares ou alugar carros
5. Proíbe os veículos de circularem em cidades vizinhas, como em regiões metropolitana


Últimas de Rio De Janeiro