Fernando Mansur: que educação?

Para refletirmos sobre educação, vou me reportar às ideias de uma verdadeira revolucionária, Helena Blavatsky

Por O Dia

Rio - Para refletirmos sobre educação, vou me reportar às ideias de uma verdadeira revolucionária, Helena Blavatsky, que viveu no século XIX. Veja se mudou algo. "Qual o objetivo real da educação moderna? Jovens, ou geração mais jovem de professores responderá: 'é passar nos exames'. Não é um sistema para desenvolver a competição justa, mas para gerar e alimentar o ciúme, a inveja e o quase ódio entre os jovens, treinando-os assim para uma vida de egoísmo feroz e de luta pelas honras e lucros, ao invés de sentimentos altruístas. Aí está a fonte da miséria e do crime. O egoísmo é a maldição da Humanidade e gerador de males e crimes; e escolas são viveiro de tal egoísmo. O produto direto desse tipo de educação é uma inundação do mercado por máquinas de fazer dinheiro, por homens desumanos que foram treinados para oprimir semelhantes e aproveitar-se da ignorância dos mais fracos. Tal treinamento não é apenas não-teosófico, mas não-cristão. Tudo isso é devido a um sistema que produz por encomenda, sem considerar inclinações e talentos naturais. Se tivéssemos dinheiro, fundaríamos escolas que não produzissem candidatos alfabetizados à miséria. Deveríamos ensinar às crianças, acima de tudo, a autoconfiança, o amor por todos os homens, o altruísmo, a caridade mútua e, mais do que qualquer outra coisa, a pensar e raciocinar por si mesmas." Estas e outras considerações de Helena Blavatsky sobre educação, vida espiritualidade estão no livro 'A Chave para a Teosofia', uma obra que pode nos ajudar a encontrar um melhor sentido na vida. Vamos!


Fernando Mansur: Radialista. Escritor. Professor. Graduado em Letras pela Universidade Católica de Minas Gerais (Ponte Nova). Mestre e doutor em Comunicação pela UFRJ.
BLOG FM_FERNANDO MANSUR

 

Últimas de Rio De Janeiro