Atrações culturais recheiam o final de ano

Confira um roteiro para aproveitar o último fim de semana de 2014 no Rio e em São Paulo

Por O Dia

O tradicional balé “O Quebra-Nozes” está em cartaz até o dia 29 no Theatro Municipal%2C no Rio de JaneiroDivulgação

Entre exposições, peças, shows e estreias de filmes, no último final de semana do mês, que antecede a virada de ano, opções de atrações culturais não faltam. Como destaque, a clássica história natalina “O Quebra-Nozes”, um dos balés mais populares do mundo, estende a temporada 2014 do Theatro Municipal do Rio de Janeiro até segunda, dia 29. O balé conta a história de Clara, uma menina que ganha de presente um quebra-nozes em formato de soldadinho. Nos sonhos da criança, o boneco ganha vida e se transforma em um belo príncipe. A montagem, sucesso de público no teatro carioca, é assinada por Dalal Achcar.

Também no Rio, o projeto “Música no Museu” apresenta em seu programa de encerramento famosas músicas natalinas em várias formações instrumentais. As duas últimas apresentações do ano acontecem hoje e segunda, dias 26 e 29. Totalizando mais de 500 concertos neste ano, o projeto se consagra como a maior série de música clássica do Brasil e que aproxima os espectadores da música clássica erudita.

Outra boa pedida após o Natal são as exposições em cartaz no Museu de Arte Moderna do Rio. Uma delas é “Operação Condor”, que traz 113 fotografias do fotógrafo português João Pina sobre a Operação Condor — aliança político-militar entre os vários regimes militares da América do Sul — e as ditaduras militares nos países latino-americanos nos anos 1970. Já “Imagens da escuridão e da resistência” apresenta cerca de 50 obras de artistas e ativistas brasileiros que fizeram de seus trabalhos um instrumento de luta política, tanto na época da ditadura militar quanto nos dias atuais.

Na capital paulista, as atrações também continuam a todo o vapor. No Centro Cultural Banco do Brasil, a peça “Eu vou tirar você deste lugar — as canções de Odair José” apresenta o universo musical do cantor e compositor, ícone da música popular e romântica brasileira. Com dramaturgia inédita e direção de Sérgio Maggio, o musical apresenta histórias permeadas por canções presentes no imaginário brasileiro.

No cinema, a grande estreia da semana é o filme polonês “Ida”, de Pawel Pawlikowski, que concorre ao Oscar e ao Globo de Ouro, na categoria de melhor filme estrangeiro. A narrativa, considerada pela crítica como um conto demolidor em preto e branco, remexe na história recente da Polônia. Apesar de o longa revisitar o Holocausto, o roteiro, assinado por Pawlikowski e Rebecca Lenkiewicz, o faz de maneira singular, a partir dos olhos de uma noviça, Anna (a estreante Agata Trzebuchowska). A protagonista é convencida pela madre superiora do convento a conhecer sua tia, Wanda Gruz, interpretada por Agata Kuleska, antes de assumir seus votos de freira. E é em torno desse encontro que se desenrola a trama.

Aos 18 anos, em 1962, o mundo de Ana é limitado ao convento. Já sua tia foi parte ativa do movimento de resistência antinazista e, depois, do sistema judicial que puniu os carrascos dos judeus. Anna não sabe, mas é uma das vítimas do Holocausto. Na viagem com a tia para buscar onde os pais foram enterrados, a jovem resiste ao mundo externo. A jornada até poderia soar familiar, mas a atuação das atrizes e a direção de Pawlikowski, que evita qualquer maniqueísmo, faz desse um filme de camadas, que são reveladas ao longo da trama. Mariana Pitasse (mariana.pitasse@brasileconomico.com.br)

ONDE CONFERIR

RIO:

? Mostras “Operação Condor”  e “Imagens da escuridão e da resistência” no MAM Rio — Em cartaz até 22/02 — Avenida Infante Dom Henrique, n º 85, Parque do Flamengo.

? “Cirandar Todos” na Casa França Brasil — Aberta até 22/02 — Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro.

? Projeto “Música no Museu” Programa “Clássicos Brasileiros” no Museu Histórico Nacional. Cedmon Alves e Adriana Balleste. Sexta-feira, 26/12, às 12h30 — Praça Marechal Âncora, s/n, Centro.

? Programa Gershwinna Academia Brasileira de Filosofia — Jazztopia — Segunda-feira, 29/12, às 19h — Rua do Riachuelo, 303, Centro.

? Balé “O Quebra-Nozes”no Theatro Municipal do Rio de Janeiro — Apresentações dia 26/12, às 18h30; dia 27/12, às 19h; dia 28/12, às 15h30; dia 29/12, às 18h30 — Praça Floriano, S/N. Centro.

? Exposição “EAV 75.79 - Um Horizonte de Eventos”. Em cartaz até 11/01 no Parque Lage — Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico.

? Festival Brasil Vocal 2014 no Centro Cultural Banco do Brasil do Rio — Etapas finais acontecem nos dias 27 e 28/12, às 19h30 — Rua Primeiro de Março, 66, Centro.

SÃO PAULO:

? Exposição “João Angelini - Esforço repetitivo” na Galeria Leme — Em cartaz até 24/01 - Avenida Valdemar Ferreira, 130, Butantã.

? Exposição “Coleção Brasiliana Itaú” no Espaço Olavo Setubal. Inaugurada no dia 11/12, a exposição é permanente — Avenida Paulista, 149, Bela Vista.

? Filme “Ida”, de Pawel Pawlikowski. Espaço Itaú de Cinema Augusta. Rua Augusta, 1.475, Consolação.

? Peça “Eu vou tirar você deste lugar” no Centro Cultural do Banco do Brasil — Em cartaz dias 26 e 27/12, às 20h; 28/12, às 19h. Rua Álvares Penteado, 112 , Centro.

Mafalda invade o centro de São Paulo

A exposição “O Mundo Segundo Mafalda” desembarcou no começo de dezembro em São Paulo, e, aos poucos, Mafalda, a menina de seis anos de idade criada há 50 anos pelo cartunista argentino Quino, foi ganhando espaço na imaginação de crianças e de adultos que passam pela Praça das Artes, na Av. São João, no Centro de São Paulo.

Gratuita, a mostra, que foi idealizada pela argentina Sabina Villagra, e realizada pela Fundação Theatro Municipal de São Paulo, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e o programa São Paulo Carinhosa, da primeira-dama da capital paulista Ana Estela Haddad, permanece até o dia 28 de fevereiro.

A menina que não gostava de sopa e que destilava acidez em seus comentários mostra sua forma de ver o mundo, ora perplexa, ora crítica, mas sempre apaixonante. Entre os objetos da exposição, a televisão, uma antiga vitrola, o carro da família e os onipresentes globos terrestres. Há ainda tiras interativas, em que os personagens podem ser mudados de lugar, e que encantam os pequenos.

O grande destaque fica por conta das invenções imaginadas pela menina, como uma cadeira para esperar soluções de adultos e antena telepática (que nada mais é do que um garfo). Vale a visita!

ONDE ASSISTIR

Praça das Artes Av. São João, 281 — Centro. Até 28/02, das 09h às 20h. A mostra é gratuita.

Itaú Cultural convida ao voyeurismo

Quem nunca passou por uma janela aberta e imaginou como seria a vida de quem mora ali? Esse parece ter sido o ponto de partida da fotógrafa Claudia Jaguaribe em sua mostra “EntreVistas”, que segue em cartaz até 11 de janeiro no Itaú Cultural, em São Paulo.

Com mais de 50 fotografias, os cliques revelam a capital paulista em panorâmicas, com seu skyline e conglomerado de edifícios, mescladas à intimidade de seus habitantes — de bairros nobres e da periferia —, no interior de seus apartamentos, com a perspectiva que eles têm da metrópole de suas janelas. A exposição traz várias linguagens além da fotografia: totens sustentam foto-esculturas em uma mescla de recortes de imagens e projeções em videomapping, quatro backlights ampliam paisagens muitas vezes despercebidas pelos moradores da metrópole, um e-book com animações e vídeo-entrevistas com depoimentos dos moradores.

A mostra abre de terça a sexta-feira, das 9h às 20h, e das 11h às 20h aos finais de semana e feriados. Entrada franca. Avenida Paulista, n ° 149. São Paulo.

‘Acabou Chorare’ no Circo Voador, no Rio

Quem perdeu a chance de ver o show que revisita os quarenta anos de “Acabou Chorare”, segundo álbum dos Novos Baianos, tem agora uma nova chance de conferir Moraes Moreira e seu filho, Davi Moraes, no sábado, dia 27, às 23h, no Circo Voador, no Rio.

Livro com descontos na Livraria da Vila

Começa na sexta-feira e vai até 31/12 a tradicional liquidação da Livraria da Vila, em seis endereços em São Paulo, em Campinas (SP) e no Paraná. Entre os destaques, “O capital no século XXI”, de Thomas Piketty, livros de Haruki Murakami e títulos da Phaidon.

Últimas de _legado_Notícia