Ceni não resiste à derrota contra o Flamengo e não é mais técnico do São Paulo

Um dos maiores ídolos da história Tricolor Paulista, ele deixa o clube na zona de rebaixamento do Brasileirão

Por O Dia

São Paulo - O São Paulo está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. A péssima campanha fez com que o Tricolor Paulista trocasse de treinador. Nesta segunda-feira, o clube anunciou a saída do técnico Rogério Ceni, após seis meses de trabalho e muitas críticas.

Rogério Ceni não é mais técnico do São PauloReprodução Internet

Rogério Ceni é um dos maiores ídolos do clube, com mais de 20 anos de serviços prestados como goleiro. Apelidado de 'Mito, Ceni atuou em 1238 partidas e marcou 132 gols na carreira.

Nos 37 jogos à frente do clube, Ceni teve 14 vitórias, 13 empates e dez derrotas.

Maior ídolo da história do São Paulo, multicampeão e detentor de vários recordes no clube, Rogério Ceni encerrou no fim de 2015. No ano passado, viajou pela Europa para realizar cursos preparatórios para se tornar técnico, assumindo o comando do time no início desta temporada - o seu anúncio ocorreu ainda no final do segundo semestre de 2016. Agora, porém, fracassou na sua primeira experiência como treinador.

A diretoria do São Paulo ainda não se pronunciou sobre o novo técnico do time. O elenco tem como próximo jogo o clássico com o Santos, domingo, na Vila Belmiro, pelo Brasileirão.

Confira a nota oficial do São Paulo FC.

O São Paulo FC comunica que Rogério Ceni deixa o comando técnico de sua equipe principal. Em sua passagem como treinador, Ceni demonstrou a dedicação e o empenho que o caracterizaram como atleta. Desejamos boa sorte a este que sempre será um dos maiores ídolos de nossa história.  “O respeito e o reconhecimento pela grandeza de Rogerio Ceni, como figura histórica desta instituição, serão eternamente celebrados”, disse o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva.