Por

Existem muitas provas em "carne e osso" sobre o que eu costumo escrever aqui a respeito de "empreendedorismo" que é a coragem ou a vocação para criar, agir e correr riscos. Exatamente como fez a Jane Muniz (foto), dona em "carne e osso" do Spa das Sobrancelhas. Ela já morou em comunidade e hoje é o nome por trás de uma rede, com mais de 400 franquias em todo o país, que já fatura por ano quase R$ 100 milhões. A empresária enfrentou falência em um primeiro negócio, superou com dignidade o fracasso e chamou para si a responsabilidade de recomeçar tudo novo de novo.

Quem vê a Jane, de 37 anos, fundadora do Grupo Beauty, uma fusão de sete marcas, incluindo o já famoso spa, não imagina sua trajetória dura e difícil sem a mãe (que ela perdeu aos 8 aninhos) e com o pai (que a criou sozinho, junto a outra irmã e mais dois irmãos). "A gente morava no Fubá (Madureira, Zona Norte do Rio). Era uma família cercada de pobreza e violência. Meu irmão mais velho se perdeu no tráfico. Foi terrível, mas aquilo me ensinou a importância das escolhas que fazemos na vida".

Desde pequena Jane fez bicos e encarou vários empregos: atendente, secretária, vendedora de lojas... até conhecer o mundo da beleza trabalhando em uma perfumaria. Foi quando ela e o então namorado Marko Porto, hoje marido e sócio fizeram um curso de cabeleireiro. Com 19 anos e R$ 8 mil, Jane abriu seu primeiro salão. O primeiro sucesso, porém, não foi suficiente para evitar a primeira falência. "Liguei para todo mundo e avisei que ia começar de novo e que pagaria como pudesse. A grande lição que tirei de tudo isso é que sinceridade ajuda a conquistar confiança".

A seguir, conheça outras grandes lições dessa grande empreendedora que, como tal, não se dá por vencida. O que Jane nos ensina com sua história de privações e provações é que, para fazer as pazes com o dinheiro, é preciso, acima de tudo, estar em paz com as pessoas. E ainda: quando a crise estiver feia, ponha sobrancelhas nela.

Você pode gostar
Comentários