Troca na Corregedoria da PM

Por O Dia

Em meio à crise aberta com as acusações do ministro da Justiça, Torquato Jardim, a Polícia Militar trocou ontem o corregedor da corporação. O coronel Jorge Fernando de Oliveira Pimenta, ex-comandante do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), assumiu o cargo no lugar de Wanderby Braga de Medeiros, exonerado na noite de terça-feira, conforme antecipou O DIA Online.

Wanderby decidiu entregar o cargo por conta da transferência da investigação sobre a morte da turista espanhola Maria Esperanza Jimenez, da 1ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM) para a Delegacia de Homicídios (DH). A turista foi morta por um tiro disparado por policial militar na Rocinha.

O que causou a confusão na PM foi a interpretação da nova lei sancionada pelo presidente Michel Temer, no dia 16 de outubro. Ela transfere para a Justiça Militar o julgamento de crimes contra a vida cometidos pelos integrantes das Forças Armadas em missões de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). A medida, porém, não vale para PMs.

O coronel Mauro Fliess, comandante do 4º BPM (São Cristóvão), deve assumir o Batalhão de Choque.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro