Novos casos vêm à tona

Por O Dia

Cristiane Brasil (PTB-RJ) respondeu a pelo menos mais um processo na Justiça Trabalhista, além das duas ações movidas por motoristas.

Sebastiana Benjamin trabalhou como faxineira e cozinheira na casa de Cristiane na Praia do Flamengo até 2003. A mulher alegou que Cristiane não fazia o recolhimento de suas contribuições previdenciárias.Em 2005, Cristiane reconheceu os direitos de Sebastiana e pagou R$ 500 para que o processo fosse arquivado.

A motorista Aline Lucia de Pinho, que trabalhou dez anos para Cristiane, também diz que vai processar a deputada.

Comentários

Últimas de Mundo & Ciência