Balança tem superávit de US$ 45 mi na terceira semana de abril

No acumulado do ano o déficit alcança US$ 5,975 bilhões

Por O Dia

A balança comercial brasileira teve superávit (exportações maiores que importações) de US$ 45 milhões na terceira semana de abril. O valor é resultado de US$ 3,851 bilhões em exportações contra US$ 3,806 bilhões em importações. No ano, o déficit acumulado está em 5,975 bilhões. As informações foram divulgadas nesta terça-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

No mês, a média diária das exportações, que corresponde ao volume financeiro vendido por dia útil, ficou em US$ 952,8 milhões, valor 1,5% superior ao registrado em abril de 2013. A alta das exportações foi puxada pelo aumento de 7,9% na venda de produtos básicos. Contribuíram para o resultado, principalmente, petróleo bruto, café em grão, farelo de soja, soja em grão, milho em grão e carne suína e bovina.

Por outro lado, houve queda nas exportações de itens de maior valor agregado. As vendas das categorias manufaturados e semimanufaturados recuaram respectivamente 5,6% e 4,8%, de acordo com o critério da média diária.

No grupo dos industrializados, a queda foi causada por automóveis, veículos de carga, laminados planos, óleos combustíveis, autopeças, motores, bombas e compressores. Do lado dos semimanufaturados, diminuiu o comércio de catodos de cobre, alumínio bruto, ferro e aço, açúcar bruto, ferro fundido e óleo de soja bruto.

Nas importações, a média diária até a terceira semana de abril ficou em US$ 945,3 milhões, 3,8% abaixo dos US$ 982,7 milhões registrados em abril de 2013. No período, caíram as aquisições no exterior de adubos e fertilizantes (-24,9%), automóveis e partes (-12,8%), combustíveis e lubrificantes (-9,6%), farmacêuticos (-7,4%), borracha (-5,9%) e equipamentos mecânicos (-5,4%).

Nas três primeiras semanas de abril, a balança comercial brasileira registrou exportações de US$ 12,386 bilhões (média diária de 952,8 milhões) e importações de US$ 12,289 bilhões (média diária de US$ 945,3 milhões), com saldo positivo de US$ 97 milhões.

Em comparação com a média das exportações de abril de 2013, houve crescimento de 1,6%. Aumentaram as vendas de produtos básicos em 7,9% em decorrência, principalmente, de petróleo em bruto, carne suína e bovina, café em grão, farelo de soja, soja em grão, e milho em grão.

Por outro lado diminuíram as exportações de manufaturados em 5,6%, por conta de automóveis de passageiros, veículos de carga, laminados planos, óleos combustíveis, autopeças, motores para veículos e partes, e bombas e compressores. 

Ano

De janeiro até a terceira semana de abril, a corrente de comércio totalizou US$ 129,923 bilhões (média diária de US$ 1,755 bilhão), com redução de 3,5% sobre a média do período equivalente do ano passado (US$ 1,819 bilhão).

Nos 74 dias úteis de 2014, a balança comercial registra déficit de US$ 5,975 bilhões. Em período correspondente do ano passado, o déficit era de US$ 6,495 bilhões.

No acumulado do ano, as exportações alcançaram US$ 61,974 bilhões (média diária de US$ 837,5 milhões), resultado 3,3% abaixo do verificado no período equivalente de 2013, que teve média diária de US$ 866,3 milhões.

O resultado diário do acumulado anual das importações está 3,6% menor em relação ao ano passado (média diária de US$ 952,9 milhões). No ano, as compras brasileiras no mercado externo chegam a US$ 67,949 bilhões (média diária de US$ 918,2 milhões).

Últimas de _legado_Notícia