Rock in Rio: Palco Sunset abre com peso e brasilidade

Orquestra Imperial + Jovanotti e Pepeu Gomes + Moraes Moreira + Roberta Sá começam o dia

Por O Dia

Rio - A abertura da Cidade do Rock, no Palco Sunset, deu-se com a Orquestra Imperial, com participação do rapper italiano Jovanotti. Ligado ao pop italiano dos anos 80 e com uma carreira que vem desde essa época, surgiu no palco com músicas de seu repertório como, como 'L'Ombelico del Mundo', além de impressionar a plateia com seus improvisos. A Orquestra, por sua vez, imprimiu bastante peso a seu som, com metais, guitarras e dois baixistas em sambas como 'Sem Compromisso' (Geraldo Pereira), 'Brasil Pandeiro' (Assis Valente) e 'O Samba É Meu Dom' (Wilson das Neves). O grupo também homenageou Tim Maia, recordando 'Você' na voz de Tim Maia. 

Orquestra Imperial %2B Jovanotti e Pepeu Gomes %2B Moraes Moreira %2B Roberta Sá começam o diaAndre Muzell / Ag.News


O clima mesclado de peso e brasilidade continuou na apresentação de Moraes Moreira e Pepeu Gomes, com participação de Roberta Sá. A intenção era homenagear o disco 'Acabou Chorare' (1972), clássico dos Novos Baianos, banda a qual Moraes e Pepeu pertenceram. Abriram logo com 'Mistério do Planeta', trazendo Moraes ao violão e Pepeu na guitarra, unindo seus solos - e misturando-os ao do filho de Moraes, Davi Moraes. 'A Menina Dança', também do mesmo álbum, veio na sequência. Moraes, mesmo demonstrando certo cansaço na voz e jogando versos inteiros para o público (que cantou quase toda a letra), segurava a onda. 

O rapper italiano Jovanotti agitou o Palco SunsetAndre Muzell / Ag.News


Houve espaço também para hits solo de Pepeu, como 'Eu Também Quero Beijar' e 'Um Raio Laser', além de um momento solo para Davi Moraes, à frente com sua guitarra em 'Maracatu Atômico', de Jorge Mautner e Nelson Jacobina. Já Roberta chegou graciosamente no palco em outro hit dos Novos Baianos, 'Dê Um Rolê', já gravado também por Gal Costa e Zizi Possi em outros tempos. 


Últimas de Diversão