Flávio Ricco: produção de novela tem justo reconhecimento

Na televisão, tudo funciona em forma e velocidade bem diferentes em relação, por exemplo, ao teatro

Por O Dia

Rio - Vez por outra, aqui se destaca o desempenho de um ator/atriz ou diretor de uma novela em cartaz e, nisto, mais que justiça, um reconhecimento sempre extensivo a todos que direta e indiretamente se envolvem neste trabalho. Na televisão, tudo funciona em forma e velocidade bem diferentes em relação, por exemplo, ao teatro. Enquanto o processo de montagem de um espetáculo observa várias e por vezes prolongadas etapas, a partir da leitura ou decorar de textos, ensaios para marcação de cenas e luz, além de outros preparativos até a sua estreia, na televisão todas essas etapas se resumem ao próprio dia da gravação. E envolvendo sempre um número enorme de profissionais, até a finalização de cada capítulo. Se os Estados Unidos, na mesma arte similar, já de muito tempo se colocou como a fábrica do cinema, hoje o Brasil, com todos os merecimentos, é reconhecido no mundo como um dos principais produtores de teledramaturgia.

Trabalho

Em setembro, a Globo vai dar a largada nas gravações da nova temporada do ‘The Voice Brasil’, agora com a troca da Claudia Leitte por Ivete Sangalo.
Uma mudança que por si só, também para o ‘Kids’, tem a expectativa de mexer ainda mais nos números da audiência e com as redes sociais.

Em ‘Pacto de Sangue’, série do Space, Mel Lisboa faz a Gringa, líder de uma seita em Belém do Pará. O canal informa que a estreia acontecerá no primeiro semestre do ano que vem, e não em setembro próximoDivulgação

Um acerto

Sobre aquela ideia de a Globo fazer um especial de fim de ano só com mulheres que estão “bombando” na nossa música, no caso, Simone e Simaria e companhia bela, em vez de ‘Sintonize’, por favor, leia-se ‘Festeja’.
Se tudo der certo, a gravação acontecerá em algum ponto ainda não escolhido do Rio de Janeiro.

Mudança estratégica

Em função das mudanças colocadas em prática no SBT, a partir de agora toda a criação visual e chamadas de programas agora passam para responsabilidade do Murilo Fraga, da Programação. E com outras novidades em torno disso vindo por aí.

Prêmio da música

Com apresentação de Fabio Porchat e Tatá Werneck, o Multishow exibe dia 24 de outubro, às 22h, a 24ª edição do ‘Prêmio Multishow’, que vai premiar os maiores sucessos musicais do ano. Nesta temporada a disputa promete ser muito acirrada.

Ritmo forte

Depois de supervisionar ‘Rock Story’, o autor Ricardo Linhares caminha a passos largos nos trabalhos da minissérie ‘Se Eu Fechar os Olhos’, em 10 capítulos. Um roteiro inspirado no livro homônimo escrito pelo jornalista Edney Silvestre.

Está em busca

A Band ainda não definiu quem fará a apresentação do seu reality ‘Exathlon Brasil’, formato turco. Há um trabalho em cima, mas nada resolvido ainda. Nem mesmo se será um homem ou mulher.

Mais um 

Reynaldo Gianecchini também poderá aparecer na próxima novela de João Emanuel Carneiro. A possibilidade é forte e se vier a se confirmar, uma vez mais, ele voltará a atuar com amiga e parceira de muito tempo, Giovanna Antonelli.

Primeira bateria

Chegaram ao fim as exibições da primeira temporada de ‘Os Novos Trapalhões’. No dia de hoje, o Viva ainda fará outra maratona. Mas nada de folga para o elenco, que a partir de agosto vai bater cartão em programas da Globo, para divulgar a estreia na televisão aberta.

Baterebate

De leve, sem queimar etapas, o ‘Conversa com Bial’ vai se firmando...

... Excelente as entrevistas com Patrícia Kogut e Artur Xexéo...

... E o programa, a cada edição, tem justificado bem o seu título...

... Mais solto, o Bial tem engatado sempre boas e interessantes conversas.

‘Belaventura’ tem se apresentado como um novo trabalho bem feito da Record...

... Aliás, uma característica do diretor Ivan Zetel.

‘Os Dias Eram Assim’ sempre mereceu daqui os melhores elogios...

... Porém os seus últimos capítulos têm revelado que a história está indo além do que deveria...

... Mais enxuta, com duração menor, seria o ideal.

Naquilo que diz respeito a transmissões e direitos esportivos, está muito claro que o Esporte Interativo puxou bem o freio em relação a todo entusiasmo que até bem pouco tempo existiu.

O silêncio de agora é, ao mesmo tempo, surpreendente, mas significativo.

Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

Últimas de Diversão