Lutador do UFC recebe propina para perder luta e pega dez meses de prisão

Atleta foi 'comprado', mas acabou vencendo combate

Por O Dia

Rio - Um lutador de MMA sul-coreano foi condenado nesta sexta-feira a dez meses de prisão, depois de receber quase R$ 300 mil para perder uma luta na edição do UFC realizada na Coreia do Sul. O acordo, aliás, não funcionou, já que Tae Hyun Bang acabou sendo declarado vencedor do combate contra Leo Kuntz.

Tae Hyun Bang se envolveu em polêmicaDivulgação

A luta aconteceu em 2015 e Bang foi abordado por três apostadores, que lhe ofereceram o valor de 100 milhões de won (R$ 298 mil) para ser derrotado. A inversão de valores nas casas de apostas alertou o UFC e pode ter feito com que o sul-coreano tenha mudado de atitude no octógono.

A organização alertou os dois lutadores do fato e indicou que, caso fosse percebida algum tipo de alteração na conduta dos atletas durante o combate, ambos poderiam ser investigados.

No fim, por decisão dividida dos juízes, Tae Hyun Bang acabou sendo declarado como vencedor da luta. No momento em que o resultado foi anunciado, o lutador até mesmo se surpreendeu com o fato.

Os três apostadores envolvidos no esquema também foram sentenciados à prisão. A decisão do tribunal indica que Bang devolveu a propina após sair vencedor. 

Últimas de Esporte