Botafogo derrota o Nacional no Uruguai e fica perto das quartas na Libertadores

Glorioso destronou mais um gigante da América do Sul nesta quinta-feira

Por O Dia

Uruguai - O bravo time do Botafogo segue fazendo história na Libertadores. Diante da mais um gigante da América do Sul, o Glorioso não sentiu medo. Nesta quinta-feira, o Alvinegro foi até Montevidéu e derrotou o Nacional por 1 a 0 na partida de ida das oitavas de final.  O gol da vitória foi marcado por João Paulo.

As duas equipes voltam a se encontrar no dia 10 de agosto no Nilton Santos. O Glorioso pode até empatar que se classifica para as quartas de final da Libertadores.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Glorioso volta aos gramados no domingo. O rival será o Atlético-MG, no Nilton Santos, às 19 horas.

Botafogo venceu o Nacional do UruguaiReprodução Twitter

O JOGO

O primeiro tempo entre Nacional e Botafogo foi de amplo domínio da equipe uruguaia. Jogando em casa, os tricampeões da Libertadores pressionaram o Glorioso do início ao fim. Só que no futebol não há regra que premie a quem não consegue balançar a rede e foi isso que faltou ao Nacional e não ao Botafogo. Na única chance que teve antes do intervalo, o clube carioca saiu na frente do placar.

A pressão dos uruguaios começou cedo. Com três minutos, Fucile fez bela jogada pela direita e cruzou, a defesa alvinegra não cortou, Gatito ficou vendido no lance, a sorte dos visitantes foi que nenhum jogador do Nacional apareceu com chances de colocar a bola para dentro.

Botafogo pode até empatar no Nilton Santos que se classificaReprodução Twitter

Aos 14 minutos, a equipe da casa teve uma chance impressionante. Após cobrança de falta, Silveira apareceu para desviar, a bola tocou na trave e sobrou para Fernández, só que Gatito foi extremamente rápido e apareceu para dividir com o pé, salvando um gol quase certo dos uruguaios.

Como quem não faz leva, os deuses do futebol sorriram para o Botafogo aos 37 minutos. Pimpão fez ótima jogada pela esquerda e achou Bruno Silva livre, o volante chutou, a bola carimbou na zaga uruguaia e se ofereceu para João Paulo, que deu uma cavadinha para o fundo das redes.

O Nacional voltaria a ter uma chance clara de gol antes do intervalo. Logo depois do Alvinegro sair na frente, Emerson Silva deu bobeira, Fernandéz roubou a bola e tocou para Silveira, que livre, cara a cara com Gatito, acabou chutando muito forte, por cima do gol.

A etapa complementar começou menos movimentada que a primeira. O Nacional continuava tomando as ações da partida, mas apresentava menos criatividade. A equipe uruguaia abusava dos cruzamentos, facilitando a defesa alvinegra que ia bem no jogo aéreo.

Aos 25 minutos, o Botafogo conseguiu criar uma boa jogada e quase ampliar. Após grande movimentação pela esquerda, a bola chegou em Roger, dentro da área, porém, o atacante não caprichou o suficiente na finalização e chutou em cima do goleiro do Nacional.

Nos últimos minutos, a equipe uruguaia continuou buscando um gol em levantamentos para a área. Novamente a defesa alvinegra se saiu bem e garantiu a vitória importantíssima para o Botafogo no Uruguai.

FICHA TÉCNICA:
NACIONAL (URU) 0 x 1 BOTAFOGO

Local: Gran Parque Central, em Montevidéu (URU)
Arbitragem: Julio Bascuñan (CHI)
Renda/Público: Não divulgados
Cartões amarelos: Polenta, Fucile e Romero (NAC); João Paulo e Bruno Silva (BOT)
Cartões Vermelhos: -
Gols: João Paulo (37'/1ºT - 0-1)

NACIONAL (URU): Conde, Fucile (Ramírez), Rafael García, Diego Polenta e Espino; González, Carballo e Santiago Romero; Viúdez (Liguera), Fernández e Silveira (Diego Coelho) - Técnico: Martín Lasarte

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Carli, Emerson Silva e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo (Camilo); Rodrigo Pimpão (Guilherme) e Roger (Marcos Vinicius) - Técnico: Jair Ventura